A família da Vereadora Regiane Camargo (PPS) de Novo Horizonte do Sul saiu ilesa de um acidente no inicio da tarde desta sexta-feira (20), logo depois de Fátima do Sul, o veiculo ficou completamente destruído, uma das pessoas que chegou na hora do acidente, relatou a reportagem do portal de noticias do Valems News que foi um grande milagre saírem vivos do acidente.

A vereador Regiane Camargo que esta grávida de gêmeos estava indo ao medico na cidade de Dourados, quando seu esposo saiu para ultrapassar dois veiculo, um dos veículos também saiu para ultrapassar e fechou o veiculo em que estava a vereadora, que rodou na pista e bateu em outro veículos, o outro veiculo que saiu para ultrapassar fugiu do local do acidente sem prestar socorro.

A equipe do Corpo de Bombeiro de Fátima do Sul foi acionada encaminhou a Vereadora e sua filha para o hospital que nada teve ao não ser o susto.

Todos os ocupantes do veiculo estava com sinto de segurança.

O corpo de Bombeiros alerta para a importância de usar o equipamento.

É um gesto simples usar o cinto de segurança, em menos de três segundos, você coloca o cinto, e o significado desse gesto pode fazer toda a diferença em caso de acidentes", comenta o bombeiro.

 

Uma das vítimas está em estado grave

Uma tentativa de chacina aconteceu na noite desta quinta-feira (19), no bairro Campo Nobre, em Campo Grande. Um rapaz de 22 anos esfaqueou três pessoas da mesma família, sendo um casal, de 30 e 36 anos e uma criança de 11 anos.

Informações da Polícia Civil são de que por volta das 19 horas desta quinta (19), o rapaz que trabalhava para a vítima como auxiliar de manutenção estava em frente ao portão da casa conversando com o patrão. Estavam no local a esposa da vítima e a criança.

Momentos depois, a mulher entrou para fazer o jantar deixando o marido, que é mecânico, e o filho na companhia do rapaz. Após entrar, ela ouviu gritos de socorro e voltou para ver o que estava acontecendo quando viu o companheiro ferido no pescoço por um golpe de faca.

O auxiliar de manutenção ainda a esfaqueou no pescoço e também feriu a criança de 11 anos, quase decepando sua orelha. Em seguida ele fugiu do local e é procurado pela polícia.

Mesmo ferido, o mecânico conseguiu chegar até uma conveniência próxima a sua casa para pedir ajuda. Populares socorreram as vítimas que foram levadas para a Santa Casa.

O mecânico está internado em estado grave na Santa Casa, na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) sedado e entubado. A mulher da vítima já recebeu alta junto do filho, que levou pontos de sutura na orelha.

Um vizinho de 47 anos contou, que o autor seria primo da vítima e que teria vindo para Campo Grande para trabalhar com o mecânico há aproximadamente 2 anos. Segundo ele, a vítima pedia a todo o momento para não deixarem ele morrer.

Fonte: Midiamax

Advogado preso irá para a unidade prisional que tiver vaga disponível

A Polícia Federal informou há pouco que o ex-governador André Puccinelli (MDB) e o filho André Puccinelli Júnior, presos preventivamente na manhã desta sexta-feira (20), em Campo Grande, devem ir ainda hoje para o Centro de Triagem Anízio Lima, localizado no Complexo Penitenciário do Jardim Noroeste. O advogado João Paulo Calves, que também foi alvo da PF, aguarda abertura de vaga em algum presídio.

De acordo com o advogado de André, Renê Siufi, a prisão havia sido decretada na quarta-feira (18), pelo juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 3ª Vara da Justiça Federal na Capital. Eram dez alvos, mas apenas os três foram presos. Eles foram levados pela manhã ao Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol), para exame de corpo de delito, e em seguida serão encaminhados à Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen).

PRISÃO POLÍTICA

Siufi acredita que a prisão tenha caráter político, uma vez que André é pré-candidato ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul pelo MDB e nesta sexta-feira, dia da prisão, teve início o período para as convenções municipais, eventos em que os partidos oficializam quais serão seus candidatos e aliados no pleito. O MDB agendou sua convenção para o dia 4 de agosto, para que todos da coligação participem.

"É uma prisão muito estranha", disse o advogado. Por sua vez, Ulisses rocha, presidente municipal do MDB e também advogado de André, reiterou a suspeita nesta manhã, na sede da Superintendência Regional da PF. "Não tenho dúvidas disso", respondeu ele quando questionado sobre os interesses políticos da prisão. No entanto, a PF afirma que os mandados são resultado de novas descobertas da quinta fase da Operação Lama Asfáltica, que apura organização criminosa envolvida com fraudes em licitações e desvio de recursos públicos.

Fonte: Correio do Estado

 

Cinco partidas completaram a 13ª rodada da competição mais equilibrada do mundo

Cinco jogos completaram a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro na noite desta quinta-feira (19). Tivemos clássicos em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais.

Santos e Palmeiras empataram em 1 a 1 no Pacaembu. Com 14 pontos, o Peixe continua na 15ª colocação, mas o Verdão acabou caindo uma posição e agora está em 7º, com 20 pontos.

Vasco e Fluminense também ficaram no 1 a 1, em São Januário. O Cruzmaltino permanece na 11ª posição, com 16 pontos, e o Tricolor vem logo atrás, com 15 pontos.

Já o Cruzeiro mostrou sua força e venceu o América Mineiro por 3 a 1 no Mineirão. Com o triunfo, a Raposa subiu duas posições e agora ocupa o 6º lugar, com 21 pontos. Já o América desceu três andares e está na 16ª colocação, com 14 pontos.

Na quarta, tivemos outros cinco jogos, que abriram esta mesma rodada.

Confira abaixo os principais resultados da quinta-feira:

Cruzeiro 3 x 1 América Mineiro

Chapecoense 1 x 1 Bahia

Vasco 1 x 1 Fluminense

Santos 1 x 1 Palmeiras

Atlético Paranaense 2 x 2 Internacional

Fonte: Noticias ao minuto

Decisão deve ser divulgada na convenção do PDT, neste sábado.

O pecuarista Francisco Maia (Podemos) deve renunciar nesta sexta-feira (20) à candidatura ao Senado, na alianças com o PDT e que tem como candidato a governo o ex-juiz federal Odilon de Oliveira. A decisão, segundo apurou a reportagem, foi tomada nesta quinta-feira (19).

Por telefone, Maia admitiu a possibilidade e que esta “repensando a candidatura”, no entanto, deve decidir até antes da convecção do partido, marcada para este sábado (21).“Estou buscando a melhor forma de analisar essa possibilidade e, caso ocorra, não causar nenhum tipo de desgaste a campanha de Odilon ou ao partido”, comentou.

De justificadas para a possível desistência, Maia alegou motivação pessoal, mas diante da falta de fatores que favoreçam a sua candidatura ao Senado. “A candidatura necessita de um investimento pessoal e de um fundo partidário muito alto, além de tempo de televisão para levar minha mensagem e que ambos eu não tenho. Então estou fazendo uma análise profunda sobre essa questão", conta.

"A candidatura significa uma mudança total de vida e um sacrifício pessoal muito grande”, acrescentou Maia, citando o tempo que teria que dispor da administração de seus negócios para voltar a vida política.

Anunciada em fevereiro a pré-candidatura de Francisco Maia ao Senado, marcava o retorno do empresário a política após 30 anos na iniciativa privada. Caso confirme a desistência, esta será a segunda a baixa do PDT após o presidente estadual do partido, João Leite Schmidt, renunciar ao cargo, no início deste mês, para se “dedicar diretamente" à campanha do juiz federal Odilon de Oliveira ao governo.

Na convenção do PDT neste sábado (21) além da candidatura do próprio Odilon, devem ser aprovadas as candidaturas de deputados federais e estaduais, assim como apresentado o nome do vice na chapa. A aliança com o Podemos, já antecipada em março, também deve passar por confirmação.

O encontro será realizado na sede da legenda, na rua Abrão Júlio Rahe, 2.399, Santa Fé. O partido ainda espera realizar um segundo evento, na presença do presidenciável Ciro Gomes.

Fonte: Campo Grande News

O advogado disse que prisão causa estranhamento

O ex-governador André Puccinelli, presidente regional do MDB e pré-candidato ao governo estadual, foi preso pela Polícia Federal na manhã desta sexta-feira (20), juntamente com seu filho, o advogado André Puccinelli Junior.

“Causa estranheza isso acontecer na véspera da convenção”, disparou o advogado Renê Siufi, que defende a família Puccinelli.

Siufi não deu detalhes do motivo que levou à prisão, novamente, o ex-governador, que foi detido pela PF no final do ano passado, no âmbito da Operação Lama Asfáltica.

O político e o advogado foram presos em novembro de 2017 durante a deflagração da 5ª fase da Lama Asfáltica, a Operação Papiros de Lama, acusados de integrar uma organização criminosa que desviou milhões em recursos públicos durante a gestão Puccinelli à frente de Mato Grosso do Sul, entre os anos de 2007 a 2014.

À época, a PF detalhou que o grupo direcionava licitações, superfaturava obras públicas, adquiria produtos fictícios, financiava atividades privadas de estatais sem relação com atividade-fim do órgão, cobrou propina para conceder incentivos fiscais e ainda corrompeu agentes públicos.

A Papiros de Lama apurou prática dos crimes de sonegação fiscal, ocultação de bens, enriquecimento ilícito. Segundo as investigações, os prejuízos causados com fraudes e propinas pagas passam dos R$ 235 milhões, os valores repassados a título de propina eram mascarados com diversos tipos de operações simuladas, para dar a falsa impressão de licitude ao aumento patrimonial dos integrantes da Organização Criminosa ou dar maior sustentação financeira aos seus projetos. 300 policiais participaram da operação, decorrente da análise dos materiais apreendidos em fases anteriores.

Fonte: Midiamax

Desemprego e reajustes no preço cobrado pelas operadoras são as principais razões da redução

Os planos de saúde de Mato Grosso do Sul perderam, entre outubro do ano passado e maio deste ano, 64.314 beneficiários. Conforme a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), até aquele mês de 2017, 576.334 pessoas mantinham a assistência ativa. Já em maio, esse total caiu para 512.020. O aumento do desemprego e os reajustes no preço cobrado pelas operadoras levaram à perda de usuários. O resultado é um Sistema Único de Saúde (SUS) ainda mais sobrecarregado.

Conforme os números, que variam mês a mês, a maior queda de adesão aos planos de saúde foi verificada entre os meses de outubro e novembro de 2017, quando 65.784 beneficiários deixaram os planos ativos no Estado. A quantidade chegou a cair para 500.869 no mês de dezembro. Entre janeiro e maio deste ano, o número de adesões registrou um avanço, saindo de 506.901 para 512.020.

Vale ressaltar que, entre janeiro e outubro do ano passado, a média de beneficiados manteve-se praticamente estável, entre 572 mil e 576 mil.

Conforme os dados da ANS, cerca de 85% dos beneficiários sul-mato-grossenses aderem ao tipo de contratação coletiva, ou seja, aquela assinada entre uma operadora de planos de saúde e uma pessoa jurídica. Estes podem ser coletivos empresariais ou por adesão.

Fonte: Correio do Estado

Camisa 20 provou a torcida do Peixe no clássico no Pacaembu após fazer o primeiro gol do jogo

Santos e Palmeiras fizeram um clássico de dois tempos completamente distintos na noite desta quinta-feira, no Pacaembu em duelo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Quando foi superior, no primeiro tempo, os palmeirenses saíram na frente com gol de Lucas Lima. Na etapa final, os santistas melhoraram, aproveitaram o cansaço do rival e deixaram tudo igual graças ao zagueiro Gustavo Henrique.

O resultado acabou não sendo bom para nenhum dos dois. O time de Jair Ventura segue perto da zona do rebaixamento, com 14 pontos, apenas um à frente do Bahia, primeiro integrante da zona da degola. Já a equipe comandado pelo técnico Roger Machado perdeu a oportunidade de se aproximar dos primeiros colocados. Está na sétima posição, com 20.

Os times voltam a campo pelo Brasileirão no próximo domingo. O Santos vai até a Arena Condá, em Santa Catarina, para enfrentar a Chapecoense, às 19h. O Palmeiras joga um pouco mais cedo, às 16h: recebe o Atlético-MG, no Allianz Parque, em São Paulo.

O JOGO - Com duas formações bem ofensivas, Jair Ventura e Roger Machado montaram esquemas táticos que privilegiavam os contra-ataques. E se uma palavra pode definir por que os construídos pelos palmeirenses funcionaram melhor do que os dos santistas, ela é organização.

Apesar de ter quatro homens rápidos - Rodrygo, Sasha, Gabriel e Bruno Henrique - no ataque, o Santos esbarrava em dois problemas. Primeiro, esse quarteto não se entendia na movimentação e, não raro, batia cabeça, errando passes bobos. Bem diferente do que o tridente da frente do oponente, formado por Hyoran, Lucas Lima e Scarpa, fazia, tocando a bola com muito mais precisão. Segundo, havia um buraco gigante entre a defesa e o quadrado ofensivo. E foi justamente aí onde o Palmeiras se deu bem.

Quando recuperava a posse a bola, Bruno Henrique e Felipe Melo faziam a conexão com muito mais eficiência do que a dupla de meio-campistas do adversário - Alison e Jean Mota. Foi Bruno Henrique, aliás, quem começou a jogada do gol, logo aos 6 minutos. Puxou o contragolpe com Willian na direita, o atacante achou Lucas Lima no meio, e o camisa 20, sozinho dentro da área, teve tempo para dominar de costas para o gol de Vanderlei, girar e chutar de canhota, no canto: 1 a 0.

Na comemoração, o ex-santista foi até a torcida que o vaiava desde a entrada das equipes em campo e mostrou a parte de trás da camisa, como se estivesse exibindo seu nome. O árbitro entendeu como provocação e mostrou o cartão amarelo a Lucas Lima que estava pendurado e terá de cumprir suspensão.

"Ele falou para não comemorar com a torcida, mas é torcida única. Fui para o canto que estava virado, era muita emoção. Não entendi e acho que ninguém entendeu", lamentou-se o camisa 20 palmeirense. Lembrando que o jogo teve torcida única do Santos, que era o mandante do confronto.

O Palmeiras ainda poderia ter ido para o intervalo com vantagem maior se após outro bom contra-ataque puxado pelo Hyoran, o mesmo não tivesse desperdiçado chance cara a cara com Vanderlei - o meia deu uma cavadinha tirando do goleiro, mas Alison salvou de cabeça em cima da linha.

Tendo de sair para o jogo, o Santos voltou melhor do intervalo. Ao menos, trabalhava a bola com um pouco mais de carinho, evitando entregá-la de graça ao Palmeiras como se cansou de fazer na etapa anterior. Faltava, porém, chegar em melhores condições de finalizar no gol de Weverton.

O técnico Jair Ventura ainda teve de enfrentar a perda de Rodrygo, que saiu machucado aos 21, e os gritos de "burro" quando trocou Alison por Léo Cittadini. Para alívio dele, o gol de empate saiu no lance seguinte, por sinal, bastante confuso. Victor Ferraz cruzou da entrada da área, Antônio Carlos afastou. Dodô recolocou a bola no tumulto e Felipe Melo a desviou para trás, acertando o travessão. No rebote, o zagueiro Gustavo Henrique também usou a cabeça para empurrar para dentro: 1 a 1.

Com o time cansado, Roger Machado se viu obrigado a mexer duas vezes: trocou Hyoran e Willian, esgotados, por Jean e Deyverson, respectivamente. Mas foi o Palmeiras quem quase saiu do Pacaembu comemorando a vitória. Nos dois últimos bons momentos do clássico, parou em Vanderlei e na trave, em finalização de Jean.

Fonte: Band

O médico Denis Cesar Barros Furtado concedeu uma entrevista coletiva, no fim da tarde desta quinta-feira, na 16° DP (Barra da Tijuca), para onde foi levado após ser preso por policiais do 31° BPM (Barra da Tijuca) no centro empresarial Barra Space, no mesmo bairro, na Zona Oeste do Rio.

Denis disse que fugiu após a morte da bancária Lilian Calixto porque ficou em dúvida se era procurado pela polícia ou se estava sendo perseguido por familiares da vítima, em busca de vingança. O médico também afirmou que era oficial do exército, após ter sido questionado pela imprensa.

No domingo, quando a família dela me contactou querendo os pertences, eu fui entregar. Estava no Shopping Downtown. Eles falaram que não poderiam ir, que estavam abalados, são de Cuiabá, mas que mandariam um motorista de confiança. Tenho isso tudo no Whatsapp. Quando a Renata foi fazer a entrega eu estava manobrando. Um carro descaracterizado com um homem de fuzil apareceu e eu sai fugido. Houve um disparo em cima de mim. Houve perseguição como se fosse a polícia. Perseguição de carros com fuzil na mão, eu achei que foi um revanchismo, um assalto, sequestro. Fui perseguido e deram dois tiros, até abandonei o carro — contou.

O médico também voltou a afirmar que se considera inocente das acusações pela morte de Lilian. Ele afirma que fez o procedimento de forma correta, e que inclusive pediu exames pré-operatórios para a paciente. Segundo ele, nos resultados constava a presença de hormônios e anabolizantes que, de acordo com o médico, poderiam gerar uma complicação do procedimento.

— Eu me considero inocente. Houve intercorrência da paciente que depende de vários fatores. Ela veio a óbito às 2h da manhã e não foi me informado. O sucesso de bioplastia depende de vários fatores. Foram requisitados todos os exames de sangue dela, compatíveis ao risco cirúrgico. Eu não conheço outro médico que peça, eu peço. Eletrocardiograma, cardiograma... No prontuário dela, ela me disse usar anabolizantes, não me lembro se anticoncepcional também. Usa DHEA e testoterona. Então são agravantes para um quadro. Você não pode, eticamente, recusar pessoas, que tem exames compatíveis — disse o médico.

Durante a entrevista, o "doutor Bumbum" chegou a gaguejar na hora de responder algumas pergunta. Ele também estava com o lábio inferior da boca tremendo. Porém, mesmo com o nervosismo, mostrou desenvoltura na hora de responder aos questionamentos da imprensa.

Ele chegou a interromper uma das respostas que dava para um jornalista para questionar outro profissional que estava no local: — Está gravando aí? Quero dar atenção para todo mundo — disse o "doutor Bumbum". O médico também comandou a ordem das perguntas que lhe eram feitas e elogiou questionamentos que considerou pertinentes.

Denis também voltou a fazer acusações contra o Hospital Barra D'Or, para onde a paciente foi levada e onde acabou morrendo. Ele disse, mais uma vez, que não sabia o que foi feito com Lilian na unidade.

— O procedimento foi correto, foi lícito. A paciente usou de medicação analgésica antiflamatória... O que foi feito lá no Barra D'or eu não tenho ciência. Foram encontrados muitos remédios nos pertences delas — insinuou.

A prisão de Denis e sua mãe
Denis Furtado, conhecido como "Doutor Bumbum", foi preso nesta quinta-feira dentro do centro comercial Barra Space Center, na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca. Ele foi preso junto com a mãe, Maria de Fátima Barros Furtado, por policiais do Serviço Reservado (P2) do 31º BPM (Barra da Tijuca), a cerca de 7 Km do condomínio onde mora, também na Barra. Os dois são suspeitos de envolvimento no procedimento que causou a morte a bancária Lilian Calixto, de 46 anos, e estavam foragidos desde domingo. Denis e Maria de Fátima foram levados para a 16ª DP (Barra da Tijuca).

- Eles já haviam negociado a apresentação, que aconteceria às 16h. Agora eles serão ouvidos, recolhidos. Vou cumprir o mandado de prisão. Eles não vão para Benfica, ainda tem muita coisa a ser esclarecida. Foi um desfecho satisfatório. A Polícia Milita e a Polícia Civil deram uma resposta rápida - afirmou a delegada, que vai indiciá-los por homicídio qualificado e associação criminosa.

Os policiais militares chegaram ao médico após receberem informações do Disque-Denúncia. "Doutor Bumbum" e a mãe estavam no escritório do novo advogado dos dois, Marcus Cezar Braga. Mais cedo, policiais do 10º BPM (Barra do Piraí) tinham feito uma busca em Vassouras, no Sul Fluminense, atrás da dupla. Os agentes foram a uma fazenda e a um hotel na cidade, ambos de propriedade do empresário Carlos César Matoso Furtado, pai de Denis. Ele disse que o filho esteve na cidade na quarta-feira, dia 11. Os PMs tinham ainda a informação de que o médico teria comprado um Fiat Punto branco numa concessionária em Vassouras.

Após a prisão de Denis, vídeos em que o médico se defendia das acusações do caso de Lilian foram compartilhados em seu perfil no Instagram. O médico havia desativado a conta na quarta-feira, porém o perfil ficou online novamente nesta quinta.

Uma denúncia contra o médico foi feita por outra paciente que seria atendida por ele 75 dias antes da morte de Lilian Calixto. No dia 1º de maio deste ano, uma paciente registrou uma acusação contra Denis na 16ª DP (Barra da Tijuca), porém o registro de ocorrência foi suspenso e a investigação parou. A mulher, que não teve a identidade revelada, desconfiou da conduta do "Doutor Bumbum" após ser informada que o procedimento agendado seria realizado numa cobertura na Barra da Tijuca, e não no consultório. A paciente desistiu do atendimento e pediu o dinheiro de volta, mas o "Doutor Bumbum" se recusou a devolver os valores.

Relembre o caso
Lilian Calixto morreu na madrugada do último domingo, horas após ser submetida a um procedimento estético para aumentar o glúteo, realizado em uma cobertura na Barra da Tijuca. Segundo parentes, a vítima saiu de Cuiabá, no Mato Grosso, no sábado, dia 14, para realizar as aplicações de silicone com Denis. O procedimento teria custado R$ 20 mil.

Após a intervenção, a bancária teve complicações e foi encaminhada pelo próprio médico para um hospital particular, também na Barra, aonde chegou ainda lúcida, mas com taquicardia, sudorese intensa e hipotensão.

Ela teve quatro cardiorrespiratórias e não resistiu. A hipótese inicial levantada sobre as causas da morte seria embolia pulmonar, devido à aplicação de produto sintético.

O médico teria usado a substância PMMA na bancária. A sigla significa polimetilmetacrilato, material parecido com plástico, composto por microesferas e utilizado para fazer preenchimentos corporais e faciais. O produto é aprovado pelo Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas indicado para situações pontuais e em pequenas quantidades.

Fonte: Extra.globo

Ninguém ficou ferido depois dos disparos efetuados

A casa e o carro de primas do vice-prefeito de Coxim, Edvaldo Bezerra (MDB), foram atingidos por tiros na madrugada desta quinta-feira (19), no Jardim São Paulo, em Coxim. As informações são do site 'Edição MS'.

Na garagem da casa estavam dois carros

Vários tiros foram disparados, provavelmente de calibre ponto 38, segundo a polícia, contra o portão e um dos veículos. Pelo menos dois tiros acertaram o portão e quatro na traseira de um dos carros.

Os disparos foram efetuados por volta das 3h. A Polícia Militar foi acionada e registrou o ocorrido. Entretanto, a investigação está sendo feita pela Polícia Civil. A perícia também trabalha no caso.

A Polícia Civil ainda não tem uma linha de investigação, mas não descarta qualquer possibilidade. Ninguém fora identificado até a publicação desta matéria.

Fonte: Correio do Estado

 

Pagina 1 de 253

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top