A atriz Cristiane Machado, que já participou de várias novelas da TV Globo, tornou pública sua história de agressões na noite deste domingo (19) no Fantástico. Ela instalou câmeras escondidas em sua casa para registrar a violência que sofria.

Ela é casada com o empresário Sergio Schiller Thompson-Flores e contou que as agressões começaram logo depois do casamento, que aconteceu em novembro de 2017. Conforme publicado pelo G1, vídeos mostram Sergio Thompson-Flores empurrando, batendo e tentando enforcar Cristiane no dia 31 de outubro. Gravações de celular mostram também ameaças feitas pelo empresário contra a atriz e sua família.

Com medo, Cristiane denunciou o marido à polícia. Na reportagem veiculada pelo Fantástico, devido uma liminar, não puderam ser divulgadas informações sobre o inquérito que foi aberto após a denúncia de Cristiane.

A defesa de Sergio Thompson-Flores nega as acusações e considera ilegal o mandado de prisão por descumprimento de medida protetiva, afirmando que durante setembro e outubro o casal conviveu em harmonia. Em nota enviada à TV Globo, os advogados dizem ainda que as acusações seriam motivadas por interesse financeiro. Em relação às imagens, alegam que foram editadas por Cristiane e que representam uma reação a uma ação anterior que teria sido praticada por ela.

Histórico de agressões

Cristiane e Sérgio se conheceram em março de 2017 e casaram-se no civil em novembro. A cerimônia no religioso aconteceria 5 meses depois. “Ele era extremamente amoroso, cuidadoso. Eu tinha encontrado o amor da minha vida. Ele era o meu príncipe”, diz. Mas entre as cerimônias, o relacionamento ficou conturbado.

“Começa muito sutil (…) com empurrão, ou às vezes uma palavra grosseira”, diz Cristiane. “Ele me diminuía, me chamava de burra. Eu não podia mais ter senha no meu celular, ele tinha que ter acesso ao meu celular. Sempre que eu discordava dele era uma briga. Aí um dia ele chegou nervoso do trabalho, estressado, eu perguntei por que ele tava estressado e ele falou ‘não quero falar com você’. E aí me deu o primeiro empurrão. Me bateu. Me deu o primeiro tapa. Na cara.”

Em outra ocasião, imagens gravadas por celular mostram ele quebrando a casa onde moravam com uma machadinha.

“Foi uma madrugada inteira. Eu várias vezes tentando ir embora, ‘Sergio, deixa eu ir embora, eu quero dormir na minha mãe, deixa eu ir embora, por favor”, conta Cristiane.

Ela conseguiu chamar a polícia e o marido foi preso em flagrante. Pagou fiança, saiu da cadeia, mas foi proibido pela Justiça de se aproximar da esposa. Mesmo assim, a atriz decidiu manter o casamento religioso, que já estava marcado.

“Eu fui pra casa da minha mãe e fiquei na casa da minha mãe quando ele me procurou, os filhos dele me procuraram pra gente ter uma conversa. (…) E aí ele ajoelhou na rua dizendo que eu era o amor da vida dele”, diz Cristiane. “Pediu desculpa na frente dos filhos. Disse ‘todo mundo já sabe que eu tô errado. E eu acabei perdoando.”

Depois do casamento, a violência continuou. Ele chegou a ameaçá-la com uma faca. A discussão e as ameaças foram gravadas por ela em celular:

Cristiane: Com a faca não, com a faca não!

Sérgio: Para de gritar, para de gritar

Cristiane: (chorando)

Sérgio: Eu te mato!

Sérgio: Mato sua família inteira!

Cristiane: Tira essa faca daqui!

Depois dessas ameaças, ela decidiu instalar as câmeras no quarto do casal. No dia 31 de agosto, as agressões foram registradas. Cristiane denunciou o marido à Delegacia da Mulher.

“Foi decretada a prisão preventiva após eu ter denunciado na delegacia e agora ele está foragido”, diz Cristiane. “Eu me sinto a foragida e ele a pessoa livre. Eu fico com medo de andar nas ruas. Todos os hábitos que eu imagino que ele saiba meus, pela convivência, eu estou mudando. E eu me sinto enclausurada, presa dentro dessa história.”

Fonte: Midiamax

 

Informações da Polícia Militar apontam que o homem teria sido morto na frente da casa da mulher dele

Rodrigo Marques de Oliveira, conhecido como Baiano, um ex-jogador de futebol, foi assassinado a tiros nesse domingo (18), em Barra do Garças, a 513 km de Cuiabá. Informações da Polícia Militar apontam que a vítima teria sido morta na frente da casa da mulher dele. A Polícia Civil investiga o crime.

 

Ainda segundo a PM, o suspeito, que ainda não foi encontrado, estava preso e teria saído recentemente da cadeia. Conforme o G1, o motivo do homicídio seria passional. Rodrigo tinha passagens na polícia por tráfico de drogas.

Carreira

Rodrigo atuou como zagueiro e chegou a ser vice-campeão mato-grossense em 2011, pelo Barra do Garças Futebol Clube. No começo deste ano ele jogou novamente pelo time.

Fonte: Noticias ao minuto

Agência foi invada na madrugada desta segunda-feira

13 dias depois do roubo que aterrorizou Chapadão do Sul, a agência do Banco do Brasil foi novamento alvo de criminosos. Na madrugada desta segunda-feira, ladrões arrombaram a unidade e furtaram dinheiro.

De acordo com o site Jovem Sul News, os bandidos entraram pelos fundos, desativaram sistema de segurança e arrombaram o cofre, fugindo pelo mesmo local que entraram. O valor não foi divulgado.

A polícia investiga o caso com apoio da polícia de Goiás, por onde eles podem ter fugido. No dia 6 deste mês, bandidos armados com fuzis de grosso calibre explodiram dois bancos e arrombaram duas lojas no centro de Chapadão do Sul.

Os criminosos, em duas caminhonetes, chegaram a atirar perto do batalhão da Polícia Militar, como forma de intimidar os policiais enquanto comparsas saqueavam caixas eletrônicos. Esta modalidade de roubo é conhecida novo cangaço, por conta do modo como a ação é executada.

Os suspeitos dispararam várias vezes de fuzil em diversos pontos da cidade, a fim de assustar a população e impedir a aproximação. Uma caminhonete S-10 e um carro foram usados na explosão da agência do Banco do Brasil localizada na Avenida 11. Já na unidade da Caixa Econômica, que fica a 250 metros de distância, na Avenida Seis, foi usada uma Hilux para transporte dos criminosos e valores.

Fonte: Correio do Estado

Acusada viajava em caminhonete com filha de 5 anos para disfarçar

Uma mulher de 28 anos foi presa no domingo (18), transportando um fuzil AK-47, 19 carregadores e aproximadamente de 2,5 mil munições de diversos calibres, entre eles de .50. A mulher estava acompanha da filha, de cinco anos, quando foi abordada na MS-164, no distrito de Vista Alegre, em Maracaju.

A suspeita estava dirigindo uma caminhonete GM/S-10, com placas de Jataí (GO). Ela contou aos policiais da PMR (Polícia Militar Rodoviária) que mora em Campo Grande e visitaria a mãe em Ponta Porã. E que teria recebido um telefonema de um desconhecido com oferta de retornar a Campo Grande em um veículo particular.

Ela contou ainda que iria pegar o veículo em posto de combustível de Ponta Porã e leva-lo até a Capital, onde receberia um novo contato para entregar o carro a um comprador.

Disse que não receberia nenhuma vantagem financeira para transportar o veículo e que não sabia que o carro estava carregado de arma, munições e carregadores. Ela foi presa e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil de Maracaju.

Fonte: Jornal da Nova

 

Marcelo Alexandre Umeres, de 32 anos, morreu na noite deste domingo (18), em um acidente de trânsito, na BR-163 na zona rural de Bandeirantes – a 68 quilômetros de Campo Grande.

Informações do boletim de ocorrência são de que o acidente aconteceu na manhã de domingo (18), vindo a ser registrado no período noturno. Marcelo estava com mais três passageiros dentro do carro, quando teria cochilado perdendo o controle do carro.

Os três passageiros tiveram ferimentos leves, e Marcelo chegou a ser socorrido e levado para o hospital onde sofreu uma parada cardiorrespiratória. Ele morreu quatro horas depois.

Fonte: Midiamax

Tucanos indicariam o candidato a senador Marcelo Miglioli para ser o vice-prefeito nesta aliança

Por reciprocidade, o PSDB sinaliza apoio à reeleição do prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), nas eleições de 2020. Os tucanos, nesse caso, indicariam o vice e o nome mais citado é do ex-secretário estadual de Infraestrutura Marcelo Miglioli, que concorreu ao Senado nas eleições deste ano, ficando em quinto lugar na Capital, com 96.483 votos.

As negociações começaram antes mesmo da campanha eleitoral deste ano, quando o PSD aderiu à candidatura da reeleição do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). O prefeito, principalmente no segundo turno, entrou de sola na campanha para garantir a vitória do governador em Campo Grande. E o governador conseguiu mais de 28 mil votos de vantagem sobre o juiz federal Odilon de Oliveira (PDT).

O apoio a Marcos Trad já vem sendo amadurecido dentro do ninho tucano há algum tempo. Azambuja aproveitou a insatisfação do prefeito com o ex-governador André Puccinelli para afastá-lo do MDB no processo eleitoral. Ainda como pré-candidato, André tentou reaproximação com o prefeito para adquirir apoio na sucessão estadual. Mas Azambuja foi o preferido da família Trad. Além de Marcos, o ex-prefeito Nelsinho Trad (PTB) decidiu distanciar-se do ex-governador para ficar com Azambuja. E, na coligação com o PSDB, foi eleito senador.

Marcos Trad trocou o partido pelo PSD por causa de divergência com André. E hoje sente-se mais livre na atuação política, sem ficar na dependência da decisão da cúpula emedebista. No PSD, quem dita as regras é o prefeito.

O governador apoiaria hoje a reeleição de Marcos Trad pensando em 2022. O plano do acordo seria de longo prazo.

Fonte: Correio do Estado

A Policia Militar de Ivinhema apreendeu na noite de sábado (17), um adolescente de 17 anos, portando uma faca após discussão em fazenda.

Conforme apurou o Site Ivinoticias, a equipe policial foi solicitada via 190, pela vítima de 27 anos, para comparecer em uma fazenda localizada na Gleba Piravevê onde um adolescente ameaçou o homem dizendo que: “iria espera-lo na entrada da fazenda com uma faca”.

No local, os policiais abordaram o suspeito que estava com uma faca de 26cm de lâmina. Ao ser perguntado sobre o motivo de estar com a faca, deu respostas evasivas, mas logo em seguida afirmou que havia se desentendido com um funcionário da fazenda. Já na sede da propriedade rural, a vítima reafirmou a denúncia de ameaça.

Diante do flagrante, a equipe de rádio patrulha conduziu o autor, juntamente com a arma encontrada até a delegacia de polícia civil onde foi entregue ao agente de plantão.

Fonte: Ivinoticias

Marcelo Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, é considerado um dos líderes da facção carioca Comando Vermelho

 

Marcelo Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto - um dos líderes da facção carioca Comando Vermelho - é suspeito de assassinar a namorada dentro de uma das celas do Agrupamento Especializado de Assunção, no Paraguai, onde está preso e espera para ser extraditado. Segundo o site ABC Color, o crime teria sido premeditado para evitar a volta do narcotraficante ao Brasil.

Conforme informações preliminares, Lidia Meza Burgos, de 18 anos, foi morta com uma faca de cozinha durante uma visita ao traficante. Ainda segundo o site paraguaio, a jovem recebeu o primeiro golpe na cabeça e depois de inconsciente, vários outros na região do pescoço. Foram pelo menos 16 facadas.

Lidia foi encontrada já ferida depois que um agente da penitenciária ouviu gritos vindos da cela do narcotraficante brasileiro. Ela chegou a ser levada ao Hospital General Barrio Obrero, mas não resistiu aos ferimentos.

A suspeita é de que o assassinato seja uma estratégia para impedir, ou pelo menos atrasar, a extradição do bandido ao Brasil, já que todos os recursos legais para isso foram negados pela justiça. Foi no final de outubro que a juíza Alicia Pedrozo determinou a volta de Piloto, mas isso só poderia acontecer após encerrados as duas ações penais em que ele é réu no Paraguai - uma por homicídio e outra por uso de documento falso.

A audiência sobre a falsificação aconteceu nesta sexta-feira (16). Enquanto a juíza e o promotor tentavam acelerar a extradição, a defesa de Piloto alegava que a investigação sobre o crime não foram feitas corretamente. Agora, com o assassinato, o processo de volta ao Rio de Janeiro não tem data para acontecer.

No final de outubro, o Ministério do Interior paraguaio disse ter impedido um plano para fuga para libertar o traficante. A operação policial terminou com a morte de três supostos integrantes do Comando Vermelho e a explosão controlada de um veículo cheio de explosivos com o qual supostamente pretendiam impactar a prisão na qual o criminoso está recluso.

Já no Brasil, Piloto é condenado em dois casos, um deles a 21 anos de reclusão e a cinco anos e quatro meses no outro.

Comerciante de drogas – Em entrevista coletiva na sexta-feira, Marcelo Piloto confessou ser traficante de drogas e de armas do Paraguai para o Brasil e negou ter planejado ataques terroristas com explosivos, como foi acusado após a descoberta de um esconderijo da facção.

“Todo mundo sabe que me dedico ao comércio de armas e drogas. Compro em Assunção e vendo em Ciudad Del Este, vendo em Pedro Juan Caballero. Vendo coisas ilícitas, sou comerciante. Sou traficante, não sou terrorista. Ser acusado de terrorista no Brasil pode acabar em morte”, afirmou o bandido brasileiro.

Na segunda-feira (12), a advogada Laura Casuso, sócia do escritório que defende Marcelo Piloto, foi executada por pistoleiros em Pedro JuanCaballero. Ela também defendia outro narcotraficante brasileiro, Jarvis Gimenes Pavão, extraditado em dezembro do ano passado e preso no Presídio Federal de Mossoró (RN).

Fonte: Campo Grande News

A curta carreira de Zé Ricardo já permite se ter uma noção de como suas equipes jogam ou pelo menos ele gostaria que jogassem. Não é uma retranca ou um estilo de ataque suicida que as caracterizam. É o time equilibrado, que prioriza as linhas mais baixas, mas ataca com inteligência. Foi assim que o Botafogo definitivamente deixou o medo do rebaixamento para trás ontem, ao vencer o Internacional por 1 a 0, no Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro, com gol de Erik. Foi assim que o torcedor alvinegro passou a sonhar com Libertadores.

- Não tem jogo fácil, Campeonato Brasileiro é assim - afirmou o zagueiro Igor Rabello: - Agora é pensar no Santos, buscar a vitória e tentar chegar na pré-Libertadores.

 

Afinal, a distância para o Atlético-MG, sexto colocado, foi para seis pontos, com mais três rodadas a serem disputadas. São nove pontos ainda à disposição e a possibilidade de o Cruzeiro chegar à sexta colocação, transformando G-6 em G-7.

Ainda haverá um confronto direto contra o Galo, a última partida de 2018, no Independência. Se tudo der certo, poderá ser o duelo decisivo para o Alvinegro conquistar uma vaga na Libertadores das mais improváveis dos últimos tempos.

Tamanha reviravolta nas expectativas só foi possível depois que Zé Ricardo conseguiu ver seu estilo de jogo implementado no Botafogo. Com uma defesa mais sólida, reforçada por um goleiro da qualidade de Gatito Fernandéz e a transição do meio para o ataque funcionando melhor, as vitórias se multiplicaram. Contra o Internacional, foi a quarta seguida. O placar magro só aconteceu porque, no segundo tempo, os jogadores de frente perderam gols por atacado.

Ainda bem que Erik aproveitou a chance que teve. E com muita categoria. Aos 41 minutos do primeiro tempo, ele recebeu cruzamento, matou a bola no peito e bateu com o pé direito, sem chances para o goleiro Marcelo Lomba.

Fonte: Extra.globo

O Palmeiras entrou em campo no Estádio do Café lotado de alviverdes em Londrina, neste domingo, como líder do Campeonato Brasileiro com cinco pontos de vantagem sobre o segundo colocado, e apesar da atuação ruim e empate decepcionante por 1 a 1 com o rebaixado Paraná, a situação se manteve. Agora, o principal perseguidor do Palestra é o Flamengo, que venceu o Sport. O Inter, após derrota para o Botafogo, está seis pontos atrás do líder restando três jogos para o final do Campeonato Brasileiro.

O decacampeonato brasileiro pode vir já na próxima rodada, no Allianz Parque, contra o América-MG, na quarta-feira. Para isso, o Palmeiras precisa vencer e torcer para que o Flamengo não ganhe do Grêmio no Maracanã e o Inter não bata o Atlético-MG no Beira-Rio.

O duelo deste domingo foi entre um rebaixado e uma equipe que luta para garantir o título brasileiro, mas o futebol dos dois times não retratou a situação no primeiro tempo. Atrapalhado pelo vento e a forte chuva, o Verdão fez péssimos 45 minutos.

Mesmo jogando literalmente contra a forte ventania, o Alviverde teve o domínio da etapa inicial, mas finalizou apenas duas veze. As três, Dudu quase acertou o ângulo, mas mandou para fora, e aos 19, Gustavo Scarpa parou na defesa de Thiago Rodrigues.

Com 69% de posso de bola, mas sem assustar o adversário, o Palmeiras foi punido. Com 34 jogados, Juninho arrancou pela esquerda, deixou Antônio Carlos para trás e cruzou rasteiro para a área. Kessley se jogou na bola, antecipando Diogo Barbosa, Weverton tocou nela, mas aceitou.

Antes do intervalo, Weverton apareceu de novo, dessa vez para impedir o gol em chute de longe de Wesley Dias. A melhor chance do Palestra veio com Rafael Grampola, que quase marcou contra no minuto final do primeiro tempo.

Palmeiras escapa de levar o segundo e consegue o empate

Para a etapa final, Felipão colocou Willian em campo e sacou Lucas Lima, deixando Scarpa como meia articulador centralizado. E disposto a pressionar ainda mais, o Palmeiras quase viu os mandantes ampliarem a vantagem logo aos dois minutos, mas Kessley, após driblar Dracena, demorou muito para finalizar e foi travado por Antônio Carlos.

O jogo ganhou em emoção e os alviverdes pediram pênalti em Dudu em lance polêmico. A arbitragem mandou seguir, mas um minuto depois anotou penalidade de Johnny, que dentro da área, parou chute de Willian com o braço. Na cobrança, Gustavo Scarpa bateu no meio do gol e empatou.

Após nova chegada do Paraná, que não desempatou por conta do capricho de Alesson, Felipão mexeu de novo: Bruno Henrique entrou no lugar de Scarpa, que estava bem no jogo, enquanto Moisés, fazendo uma péssima atuação, ficou responsável por armar o Verdão.

As alterações – Borja ainda entrou no lugar de Deyverson – mantiveram o Palestra no ataque, mas tiraram a criatividade do time. Dudu assustou em chute de longe, que Thiago Rodrigues defendeu, e Willian perdeu chance claríssima sozinho dentro da área.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ 1 X 1 PALMEIRAS

Local: Estádio do Café, Londrina (PR)
Data: 18 de novembro de 2018, domingo
Horário: 16 horas (de MS)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ)
Público:25.076 pagantes
Renda: R$ 1.953,570,00

Cartões amarelos: Johnny, Igor, René e Keslley (PARANÁ); Borja e Gustavo Scarpa (PALMEIRAS)

GOLS
PARANÁ: Kessley, aos 34 minutos do primeiro tempo
PALMEIRAS: Gustavo Scarpa, aos oito minutos da etapa final


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
Paraná: Thiago Rodrigues; Wesley Dias, Jesiel, René e Igor; Leandro Vilela e Johnny; Alesson (Jean Lucas), Keslley e Juninho (Torito González); Rafael Grampola (Felipe Augusto)
Técnico: Dado Cavalcanti

Palmeiras: Weverton; Mayke, Edu Dracena e Antônio Carlos e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Moisés e Lucas Lima (Willian); Gustavo Scarpa (Bruno Henrique), Dudu e Deyverson (Borja)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Fonte: Correio do Estado

Pagina 1 de 309

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top