Bombeiros tentam reanimação por meia hora, mas mulher que caiu em córrego não resiste

03 Dezembro 2017
(0 votos)
Autor 

Equipe fez massagem cardíaca e usou balão de oxigênio

O Corpo de bombeiros foi acionado, na tarde deste sábado (2), por populares para resgatar uma mulher de dentro do córrego Anhanduí, na avenida Ernesto Geisel, na altura do shopping Norte Sul Plaza. A equipe de resgate tentou reanimar a vítima com massagem cardíaca por mais de meia hora, mas ela não resistiu aos ferimentos. As primeiras informações indicam que vítima teria se jogado no local.

Segundo testemunhas, ela ainda estava viva quando os bombeiros chegaram. A equipe fez massagem cardíaca e utilizou balão de oxigênio. O filho da mulher chegou ao local e contou que a mãe estava fazendo um tratamento e havia saído há pouco tempo de uma clínica psiquiátrica.

Uma faixa da avenida Ernesto Geisel, no sentido Centro-Bairro, foi interditada para o atendimento. O socorro foi acionado por um condutor que passava pela avenida. Conforme a testemunha, ele pensou inicialmente que era uma boneca jogada dentro do córrego, mas decidiu parar o veículo para verificar.

Após a constatação de que era uma mulher que estava se afogando, a testemunha chamou funcionários de um supermercado próximo, que não conseguiram fazer o resgate de imediato por ser um local alto.

A avenida, no sentido Centro-Bairro, está com uma faixa interditada devido ao atendimento da ocorrência. Foram deslocadas 3 viaturas dos bombeiros, sendo uma de resgate. Além dos bombeiros, uma ambulância do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve no atendimento.

Há saída
Apontada como uma das principais causas de suicídio em todo o mundo, a depressão tem cura. O primeiro passo em busca de uma nova vida tem que ser a busca por ajuda profissional. É possível conseguir atendimento gratuito pelo SUS (Sistema Único de Saúde), basta procurar um CAPS (Centro de Atendimento Psicossocial) mais próximo.

O tratamento muda conforme o paciente, mas em geral envolve terapia com psicólogo e em outros casos medicamentos receitados por psiquiatras. O apoio de amigos e família também é considerado fundamental para que o paciente consiga superar a doença.

Além do acompanhamento médico, algumas mudanças no estilo de vida podem contribuir para que os sintomas da depressão deixem de interferir na rotina, entre eles praticar exercício, ter alimentação saudável, dormir bem, diminuir consumo de álcool, controlar o estresse e estar perto da família.

Precisa urgentemente conversar?

O Centro de Valorização da Vida atende as ligações, pelo número 141, de quem precisa conversar a qualquer horário do dia. Os chamados são atendidos por voluntários treinados e o atendimento também pode ser feito por meio de chat no site do CVV. Veja mais atendimentos aqui.

Fonte: Midiamax

201 : Visualizações
Redação

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top