Homem morre em SP com suspeita de febre amarela após viagem a Dourados

18 Janeiro 2018
(0 votos)
Autor 
Imagem divulgada pelo Ministério da Saúde apresenta sintomas da doença (Foto: Reprodução)

Prefeitura de Santo André divulgou nota na qual afirma que a segunda maior cidade de MS é área de risco para doença

A Prefeitura de Santo André, no ABC Paulista, informou que um homem de 56 anos morto no domingo (14) com suspeita de febre amarela pode ter contraído a doença em Dourados, onde passou o período entre o final de 2017 e início deste ano. Em nota, a administração pública daquele município aponta que a segunda maior cidade sul-mato-grossense é considerada área de risco da doença.

Esse caso foi revelado na tarde desta quarta-feira (17) pelo portal G1. "A família acredita que ele possa ter contraído doença em uma visita a Dourados (MS) onde passou as festas de fim de ano. A Prefeitura de Santo André diz que a causa da morte foi informada como infarto agudo no miocárdio e que o paciente apresentava sintomas condizentes com os da febre amarela. Foram colhidas amostras de sangue para fazer exames", detalha a publicação.

Em nota enviada ao G1, a Prefeitura de Santo André descartou que possa ter havido contágio por febre amarela naquele município. "Santo André não teve nenhum caso autóctone de febre amarela registrado neste ano e nem no ano passado. A cidade não é considerada área de risco e não passa por surto da doença. É importante ressaltar que a vacina, neste momento, ainda é recomendada para pessoas que viajarão para áreas de risco", pontuou.
VIAGEM A DOURADOS

"Sobre o caso questionado, o Departamento de Vigilância à Saúde de Santo André recebeu nesta terça-feira (16), após contato telefônico com o Hospital Bartira, notificação a respeito do paciente E.J.O.S., de 56 anos, que esteve na cidade de Dourados (que é área de risco), no Mato Grosso do Sul, no período de 23 de dezembro a 6 de janeiro deste ano. O paciente foi admitido no dia 14 de janeiro no hospital, vindo a óbito no mesmo dia. Em contato com o Serviço de Verificação de Óbito (SVO), foi constatada como causa morte Infarto Agudo do Miocárdio e Ruptura de Parede do Miocárdio. Foi realizada coleta de sorologia para febre amarela pelo próprio Hospital", consta na nota.

Segundo a Prefeitura de Santo André, "os sintomas apresentados eram condizentes com os sintomas de febre amarela, mas também podem ter ocorrido devido ao Infarto Agudo do Miocárdio. Não houve outra coleta de sorologia para febre amarela além da citada acima, pois as coletas de doenças de notificação compulsória são encaminhadas ao Instituto Adolfo Lutz pelo Departamento de Vigilância à Saúde e não houve outro envio além da coleta citada".

SEM ALARDE

Também nesta quarta-feira, a Secretaria Municipal de Saúde de Dourados divulgou matéria para tranquilizar a população. Em menção a Edvan Marcelo Moraes Marques, enfermeiro do setor de Imunização, foi informado que "em Mato Grosso do Sul e consequentemente em Dourados não foram registrados casos da doença nos anos anteriores, 2016 e 2017, e nem neste ano, seja em humanos ou casos silvestres (em animais)".

"Trabalho na saúde em Dourados há 17 anos e não lembro algum caso desta doença. Mas posso afirmar que nos anos mais recentes não tivemos casos", afirmou o enfermeiro, acrescentando que "todas as cidades de MS fazem parte de uma região endêmica e, por isso, sempre receberam atenção redobrada acerca da doença".

"Não deve haver alarde. Apenas atenção com a vacinação caso não tenha sido efetuada ainda. Como estamos em um setor de risco, o Ministério da Saúde disponibiliza a vacina com estoque suficiente e é histórico em nossa região que as pessoas sejam imunizadas", pontuou Marques.

Fonte: 94 Fm Dourados

922 : Visualizações
Redação

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top