Maia diz que Temer sugeriu novo imposto para custear segurança pública

21 Fevereiro 2018
(0 votos)
Autor 

A ideia do presidente teria sido exposta durante conversa entre ambos, no último sábado, no Palácio Guanabara, sede do governo fluminense

Em conversa no Palácio Guanabara, sede do governo do Rio de Janeiro, no último sábado (17), os presidentes da República, Michel Temer, e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, conversaram sobre a intervenção federal no Estado e sobre os gastos com a segurança pública.

Nesta quarta-feira (21), em entrevista ao blog da Andreia Sadi, no portal G1, Maia admitiu que, na oportunidade, Temer sugeriu a criação de um novo imposto, nos nos moldes da extinta CPMF, para financiar a área.

"O presidente disse: Rodrigo, que tal pensarmos em um imposto só para a segurança pública? Eu disse: presidente, é inviável. O decreto inviabiliza proposta de emenda à Constituição".

O presidente da Câmara afirmou ser contrário à ideia e, por isso, se o governo tiver interesse em prosseguir com a proposta, que o faça sem o apoio do Legislativo. "O governo que corte ministérios e reduza despesas públicas. Querem dinheiro para financiar o caos na segurança pública, mas não sabem o que fazer. Eles têm, por exemplo, dentro do IOF, espaço para mexer em alíquota. Só estou dando um exemplo. Porque não é no Congresso que eles vão resolver isso, é uma decisão do Executivo", afirmou Maia.

A assessoria do Planalto ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Fonte: Noticias ao minuto

796 : Visualizações
Redação

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top