Warning: ini_set(): A session is active. You cannot change the session module's ini settings at this time in /home/valems/www/libraries/joomla/session/handler/joomla.php on line 46
Mundo

Mundo (384)

Mais de 3 mil hondurenhos atravessam para o México rumo aos EUA

Grupo de centro-americanos derrubou a grade de fronteira para atravessar a ponte na Guatemala

A caravana de cerca de 3.000 hondurenhos que viaja, em sua maioria, rumo aos EUA conseguiu nesta sexta-feira (19) cruzar a fronteira entre o México e a Guatemala, apesar do reforço na segurança feito pelos dois países.

A viagem do grupo, que partiu da cidade hondurenha de San Pedro Sula no último sábado (13), irritou o presidente americano, Donald Trump, que ameaçou cortar a ajuda à América Central e fechar a fronteira com o México.

Os imigrantes conseguiram quebrar o portão do entrada para a ponte entre a cidade guatemalteca de Tecún Umán e a mexicana Tapachula por volta do meio-dia (15h em Brasília), apesar da presença de militares do Exército.

+ Deputados uruguaios aprovam lei que garante direitos a transgêneros

A invasão ocorreu horas após o governo mexicano anunciar que admitiria 150 pessoas por dia para solicitações de asilo. Eles teriam vagas em abrigos da região por dez dias, período em que o pedido seria avaliado.

Segundo o Instituto Nacional de Migrações, os aprovados nessa triagem preliminar poderiam ficar até 45 dias nos albergues até a saída dos documentos. O governo, porém, não informou o que aconteceria com os demais.

A tensão aumentou no final da manhã. O grupo começou a cantar gritos, como "de um jeito ou de outro, nós vamos passar", e caminhou as duas quadras do parque onde haviam se reunido desde as 7h até a entrada da ponte.

Sem serem impedidos pelos militares guatemaltecos, homens jovens começaram a pular a grade e a pressionaram para derrubá-la. Na sequência, outros homens, mulheres e crianças avançaram os 137 metros até o lado mexicano.

Às 13h (16h em Brasília) o grupo era contido pela Polícia Federal mexicana, mas não se sabe até o momento como será permitida a entrada dos imigrantes, com o fracasso da estratégia das autoridades de migração do país.

Devido às condições da fronteira, a chance de sucesso do plano era remota. A Guatemala não tinha estrutura para manter os imigrantes em Tecún Umán por pelo menos 20 dias, prazo mínimo para que todos passassem.

Por outro lado, há diversos pontos de passagem clandestinos pelo rio Suchiate que, embora tenha forte correnteza, é raso o suficiente para permitir a travessia a nado ou, em alguns pontos e dependendo do clima, a pé.

Quando a Folha de S.Paulo esteve na região em setembro de 2017, o fluxo de cargas e pessoas cruzando a fronteira em uma passagem ilegal a menos de 1 km da ponte era intenso, enquanto o posto oficial estava quase vazio.

Enquanto a caravana de imigrantes chegava ao México, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, se reunia na Cidade do México com o chanceler Luis Videgaray, que prometeu impedir a chegada da caravana aos EUA. Com informações da Folhapress.

Fonte: Noticias ao minuto

Furacão Leslie atinge Portugal com ventos de 180 km/h

Ventos causaram muita destruição em várias cidades portuguesas; Recomendação é que a população fique longe de praias

Na manhã deste domingo (14) a tempestade Leslie atingiu Portugal e causou grandes estragos. Segundo jornais locais, há mais de 1.900 ocorrências reportadas às autoridades. Não há notícias de mortos até o momento, mas existem 27 feridos e mais de 60 pessoas desalojadas. A maior parte dos estragos aconteceu em Coimbra.

A tempestade chegou com ventos de mais de 180 km/h, segundo conta o Correio da Manhã (jornal local), e derrubou muitas árvores, além de provocar quedas de estruturas. Mais de 300 mil pessoas estão sem energia elétrica.

Segundo a proteção civil, a pior parte do furacão já passou, mas a recomendação é que a população mantenha-se afastada das praias neste domingo e também que não fique próxima a áreas arborizadas, já que muitas ainda correm o risco de cair.

Além do distrito de Coimbra, segundo o Diário de Notícias, também foram afetadas outras regiões, como Aveiro, Leiria, Viseu, Lisboa e Porto.

Fonte: R7

Mãe degola filha de 9 anos e joga em lata de lixo

A menina foi encontrada por um vizinho enquanto ainda agonizava

A criança de nove anos foi degolada pela própria mãe, em Buenos Aires, na Argentina. O crime aconteceu às 22h (horário de Brasília). Imagens de uma câmera de segurança mostram Angélica Soledad, de 49 anos, com a filha na calçada minutos antes do crime.

Segundo o jornal noticia ao minuto, um vizinho encontrou a criança na lata de lixo entre os carros do estacionamento. Angélica foi presa e a Polícia encontrou a arma do crime entre os pertences da mãe.

O marido dela e pai da criança, Alfredo Gómez informou a polícia que a esposa estava deprimida. Ela usava medicamentos de psiquiatria desde o suicídio da própria mãe.

Fonte: Midiamax

Passa de 800 o nº de mortos na Indonésia após terremoto e tsunami

Ainda há dezenas de desaparecidos e mais de 500 feridos, muitos deles em estado grave

O número de mortos nos terremotos e no tsunami que atingiram a ilha indonésia de Sulawesi dobrou e chegou a 832 em um balanço divulgado neste domingo (30). Porém, esse número pode subir, pois dezenas de pessoas seguem desaparecidas e mais de 500 estão feridas - muitas em estado grave.

Estima-se que 350 mil pessoas tenham sido afetadas pelo terremoto ou pelo tsunami, sendo que 16.732 estão desabrigados ou deslocados desde sexta-feira (28).

A maioria das vítimas foi registrada em Palu, cidade com cerca de 350 mil habitantes na costa oeste da ilha, de acordo com a Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, sigla em indonésio). Onze pessoas morreram na vizinha Donggala, a segunda cidade mais afetada.

Na sexta-feira (28), uma série de terremotos abalou a ilha indonésia de Sulawesi. Um deles, de magnitude 7,5, levou à formação de um tsunami de pelo menos dois metros. A BNPB confirmou a formação do tsunami depois que vários vídeos foram divulgados nas redes sociais, mas ainda não se sabe a extensão exata da tragédia, porque há áreas isoladas.

As buscas por sobreviventes continuam. Há informações de que dezenas de pessoas estariam presas nos escombros de dois hotéis e um shopping na cidade de Palu. Uma mulher foi retirada com vida dos destroços do Hotel Roa Roa, onde estariam até 60 pessoas. Centenas de pessoas se reuniram no shopping destruído em busca de familiares, segundo a Reuters.

A Cruz Vermelha Internacional alertou que ainda há pouca informação sobre Donggala, mas que a situação pode ser "extremamente preocupante". Cerca de 300 mil habitantes vivem na cidade.

As falhas nas comunicações têm dificultado os trabalhos das equipes de busca e salvamento. As agências internacionais falam em centenas de feridos, que recebem tratamento médico em tendas improvisadas.

O porta-voz da BNPB, Sutopo Purwo Nugroho, afirmou que um enterro em massa será realizado na cidade de Palu, por questões de segurança sanitária.

Visita presidencial
O presidente de Indonésia, Joko Widodo, iniciou neste domingo uma visita às áreas mais afetadas. Ele chegou ao aeroporto de Palu, capital da província, algumas horas depois da sua reabertura para voos comerciais.

“Quero ver eu mesmo e assegurar-me de que a resposta ao impacto do terremoto e do tsunami chega a todos nossos irmãos. Peço a todo o país que reze por eles”, escreveu o presidente no twitter.

O Papa Francisco expressou neste domingo solidariedade às pessoas afetadas pela tragédia. "Oremos pelos mortos - infelizmente muitos - pelos feridos e por aqueles que perderam suas casas e empregos. Que o Senhor os fortaleça e apoie os esforços daqueles que estão tentando trazer alívio", afirmou.

Esforço nas buscas
Apesar da reabertura do aeroporto de Palu, a organização AirNav Indonesia afirmou em comunicado que os voos comerciais serão limitados e que receberão prioridade nas operações de emergência e na ajuda humanitária.

A Força Aérea indonésia mobilizou aviões e helicópteros para que cumpram tarefas de salvamento, assistência humanitária, evacuação e logística.

O chefe da Força Aérea, Yuyu Sutisna, afirmou que serão enviados cem integrantes de unidades especiais.

O Ministério de Saúde está organizando a chegada de pessoal e material médico a Palu e as outras zonas afetadas, como Donggala.

O Ministério dos Assuntos Sociais enviou para Palu seis cozinhas públicas com capacidade para preparar 36 mil refeições diárias.

Tragédia em Lombok
Uma série de terremotos em julho e agosto matou quase 500 pessoas e deixou cerca de 1,5 mil feridos na ilha turística de Lombok, a centenas de quilômetros a sudoeste de Sulawesi. Milhares de habitantes ficaram desalojados.

Anel de Fogo do Pacífico
A Indonésia está em uma das regiões mais propensas a tremores e atividade vulcânica do mundo: o Círculo de Fogo do Pacífico. Cerca de 7 mil tremores atingem essa área por ano, em sua maioria de magnitude moderada.

A região, de cerca de 40 mil km de extensão, tem formato de ferradura e circunda a bacia do Pacífico, abrangendo toda a costa do continente americano, além de Japão, Filipinas, Indonésia, Nova Zelândia e ilhas do Pacífico Sul.

Em 2004, um tremor de magnitude 9,1, perto da costa noroeste da ilha de Sumatra, gerou um tsunami que matou 230 mil pessoas em 14 países no Oceano Índico.

Fonte: G1

Mulher do príncipe Harry assombra britânicos ao fechar a porta do carro

Um gesto que pode parecer banal gerou nesta quarta-feira comentários de estupefação no Reino Unido. Meghan Markle, a duquesa de Sussex, fechou ela mesma a porta do carro.

A cena aconteceu nesta terça-feira na Royal Academy of Arts, em Londres, onde a ex-atriz americana e mulher do príncipe Harry visitava uma exposição de arte e cultura da Oceania, seu primeiro compromisso público sozinha.

Um luxuoso carro preto parou em frente ao prédio. A duquesa, de 37 anos, desceu e fechou a porta do veículo, aparentemente sem prestar atenção a um gesto tão natural.

Mas em um país onde a vida da realeza está constantemente sob escrutínio, o gesto provocou uma avalanche de comentários.

"Normalmente é algo que a rainha e Kate Middleton (a esposa do príncipe William) nunca fariam em público", afirmou o tablóide The Mirror.

Alguns viram nesse gesto o sinal de que a americana continua sendo uma mulher simples, apesar de sua entrada na família real britânica em maio pelas mãos de um dos netos de Elizabeth II, e apesar de toda uma série de obrigações e limitações.

"Uma princesa que ainda se ocupa de fechar sua porta. Muito bem, Meghan!", tuitou Emily Andrews, correspondente real do jornal The Sun.

Outros foram mais cínicos sobre a importância do episódio, que liderou a lista das notícias mais lidas no site da BBC.

"Todos nós nos lembraremos de onde estávamos quando ouvirmos falar que Meghan Markle fechou sua própria porta. Definitivamente, mudou minha vida", ironizou um internauta identificado como Jess.

Apesar da comoção, Meghan de modo algum transgrediu o protocolo, diz o especialista em etiquetas William Hanson.

"Normalmente, os membros da família real e os líderes têm alguém para abrir e fechar as portas de seus carros, por razões de segurança. Não tem nada a ver com o comportamento de uma princesa. É claro que Meghan fechou a porta por reflexo", explicou ele no Twitter.

Fonte: Yahoo

Polícia mexicana encontra caminhão abandonado com 150 corpos

Veículo foi deixado no município de Tlajomulco de Zuniga

Autoridades mexicanas encontraram 150 corpos no interior de um caminhão no município de Tlajomulco de Zuniga. De acordo com o 'Jornal de Notícias', o veículo teria sido alugado por agências funerárias de Guadalajara, que não tinham mais espaço para receber cadáveres.

A situação tem revoltado moradores de Tlajomulco de Zuniga. "Temos muitas crianças vivendo aqui. Isto pode deixar todos doentes", disse um residente da cidade em entrevista à BBC.

Não é a primeira vez que o caminhão traz problemas, pois a população de Guadalajara já havia reclamado do mau cheiro do veículo. Só depois de duas semanas o caminhão acabou sendo levado para Tlajomulco de Zúñiga.

De acordo com o jornal português, as leis mexicanas impedem a cremação de corpos ligados ao crime organizado. Uma onda de violência recente fez um número elevado de vítimas mortas: em 2017, foram mais de 25 mil assassinatos. Autoridades agora buscam uma solução a longo prazo para armazenar os corpos.

Segundo a reportagem, as autoridades locais ainda tentavam encontrar destino para os cadáveres nesta segunda-feira (17).

Fonte:Noticias ao minuto

Tempestade Florence já causou 15 mortes nos Estados Unidos

Segundo governos locais, foram dez mortes na Carolina do Norte e cinco na Carolina do Sul

Autoridades dos Estados Unidos afirmaram que a tempestade Florence já deixou ao menos 15 mortos desde que atingiu o país na sexta-feira (14). Segundo governos locais, foram dez mortes na Carolina do Norte e cinco na Carolina do Sul.

Em entrevista coletiva neste domingo (16), o governador da Carolina do Norte, Roy Cooper, informou que mais de 900 pessoas foram resgatadas das enchentes e 15 mil permanecem em abrigos. Cerca de 761 mil casas e empresas ficaram sem energia na região.

Em Fayetteville, na Carolina do Norte, autoridades pediram que milhares de moradores próximos aos rios Cape Fear e Little River deixassem suas casas até a tarde de domingo, devido ao risco de inundação. Em New Bern, na confluência de dois rios, o Florence deixou o centro da cidade debaixo d'água. Com informações da Folhapress.

Fonte: Noticias ao minuto

Mulher tem tumor de 27 kg retirado do útero em Singapura

Segundo revista médica, a mulher estava incapacitada de respirar direito por mais de 6 meses

O Hospital KK de Mulheres e Crianças, em Singapura, retirou um tumor benigno de 27 kg do útero de uma mulher de 53 anos. O caso foi divulgado na revista médica BMJ Case Reports.

Por causa do problema, a mulher não conseguia respirar corretamente há mais de seis meses. De acordo com informações divulgadas pela revista Galileu, a massa tinha tomado a maior parte das cavidades abdominais e pélvicas.

Apesar de não ser cancerígeno, o mioma pode ser fatal se crescer demais, por conta da deformação nos órgãos próximos.

Segundo o residente de ginecologia do Hospital KK Poh Ting Lim, a mulher não havia procurado atendimento médico por medo do processo necessário para se livrar do tumor.

Após a cirurgia, ela ainda teve que realizar plásticas para reconstruir a parede abdominal, destruída por conta da massa.

Fonte: Midiamax

Sobe para 44 número de mortos após terremoto no Japão

Além das mortes, sendo a maioria registrada na localidade de Atsuma, o novo balanço das autoridades aponta também para 660 feridos

As autoridades japonesas atualizaram nesta segunda-feira (10) para 44 o número de mortos atingidos pelos terremoto de magnitude 6,7 que atingiu, na quinta-feira (6), a ilha de Hokkaido, no norte do país. De acordo com o porta-voz do executivo, Yoshihide Suga, as equipes de resgate encontraram o corpo da última pessoa dada como desaparecida, um homem de 77 anos.

Além das 44 mortes, sendo a maioria registrada na localidade de Atsuma, o novo balanço das autoridades aponta também para 660 feridos.

O tremor de terra provocado pelo sismo destruiu pelo menos 70 edifícios e deixaram 2.600 desalojados, de acordo com a televisão estatal.

O terremoto causou um corte geral na energia e paralisou os transportes públicos em Hokkaido, que precisou de dois dias para restaurar a eletricidade na maior parte da ilha, com 5,4 milhões de habitantes.

Para que não se volte a verificar "um apagão", o porta-voz do governo pediu que se economize energia "20% a mais do que o habitual".

Por sua vez, a Agência de Recursos Naturais e Energia do Japão aconselhou as famílias e empresas a desligarem da rede elétrica todos os aparelhos que não estão em uso.

O terremoto ocorreu a 62 quilômetros a sudeste da capital regional, Sapporo, a 40 km de profundidade, apenas dois dias depois de um tufão ter devastado a região oeste de Osaka, no sul da ilha de Honshu, a maior das ilhas do arquipélago japonês. Com informações da Lusa.

Fonte: Noticias ao minuto

Tiroteio na Califórnia deixa 10 pessoas feridas

Disparos atingiram condomínio na cidade de San Bernardino

Um tiroteio deixou 10 pessoas feridas em um condomínio residencial em San Bernardino, na Califórnia, na noite do último domingo (2).

Segundo um porta-voz da polícia local, três indivíduos baleados estão em condições "extremamente críticas". Os tiros ocorreram em uma área de uso comum do condomínio, e nenhum suspeito foi detido até o momento.

"Acreditamos que tenha havido uma troca de tiros", disse o porta-voz. Também não se sabe ainda o que teria motivado o tiroteio.

Em dezembro de 2015, San Bernardino foi palco de um ataque terrorista que deixou 14 mortos em um centro social, além dos dois agressores, Syed Rizwan Farook e Tashfeen Malik. (ANSA)

Fonte: Noticias ao minuto

 

Pagina 1 de 28

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top