Economia (292)

A Petrobras anunciou nesta quarta (4) reajuste de 4,4% no preço do gás de cozinha vendido em botijões de 13 quilos, mais usado por consumidores residenciais.

Segundo a estatal, o aumento reflete a desvalorização do real frente ao dólar, que acumula 16% nos últimos três meses, e a elevação das cotações internacionais de 22% no mesmo período.

O gás vendido em botijões de 13 quilos é reajustado a casa três meses, segundo política iniciada em janeiro com o objetivo de tentar suavizar o repasse ao consumidor das variações das cotações internacionais.

Os novos preços entram em vigor nesta quinta (5). Foi o primeiro aumento desde que a periodicidade trimestral de reajustes foi implantada -em janeiro, houve queda de 5% e em abril, de 4,4%.

Policia Militar de Novo Horizonte do Sul cumpre mandato de prisão

De acordo com a Petrobras, após o aumento desta quinta, o preço do gás ficará ainda 5,2% inferior ao praticado em dezembro.

A alta no preço do gás em 2017 levou cerca de 1,2 milhão de residências brasileiras a adotar combustíveis alternativos como a lenha e o carvão para cozinhar alimentos, de acordo com pesquisa divulgada pelo IBGE em abril.

O aumento incide sobre o preço de refinaria, que passará a ser, em média, R$ 23,10. O preço pago pelo consumidor inclui ainda impostos e margens de lucro de revenda e distribuição.

Fonte: Folha press

 

Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul antecipou o pagamento da primeira parcela do 13º salário dos servidores públicos do município. O valor foi liberado junto com o pagamento do mês de junho, nesta sexta-feira dia 29.

A iniciativa só foi possível devido ao planejamento orçamentário da prefeitura para este ano, que vem economizando desde o ano passado, garantindo assim o pagamento em dia.

“Mesmo diante da queda de arrecadação e crise orçamentária, desde o início da nossa gestão, temos priorizado a folha de pagamento dos servidores. A antecipação dessa parcela motiva o trabalhador, movimenta a economia e aquece o comércio local”, diz o prefeito Marcilio Alvaro Benedito.

A primeira parcela do 13º dos servidores municipais tem o valor de R$ 304.962,72 (trezentos e quatro mil e novecentos e sessenta e dois reais e setenta e dois centavos) e a folha de pagamento do mês de junho tem o valor de R$ 740.427,53 (setecentos e quarenta mil e quatrocentos e vinte e sete reais e cinquenta e três centavos), totalizando um valor de R$ 1.045.390,25 (um milhão e quarenta e cinco mil e trezentos e noventa reais e vinte e cinco centavos), injetados na economia local.

A Prefeitura fez e continua fazendo esforços para reduzir despesas e preservar o equilíbrio de suas contas. 310 servidores serão beneficiados com o pagamento.

A segunda parcela do benefício está prevista para ser disponibilizada em dezembro de 2018, podendo ser antecipada.

Assessoria

 

O Sicredi – presente em 22 estados brasileiros e no Distrito Federal – lança sua conta digital. O Woop Sicredi foi desenvolvido para oferecer uma solução financeira cooperativa no ambiente digital para um público conectado e jovem de espírito, que procura resolver suas necessidades financeiras virtualmente, ao mesmo tempo em que colabora para o desenvolvimento da sua comunidade. A solução faz parte da transformação digital do Sicredi, que inclui a substituição progressiva dos sistemas que processam os produtos e serviços (core bancário).

O nome Woop vem de uma interjeição formada por meio da combinação de “wow” e “coop”, criando uma expressão moderna que pretende ser o som do cooperativismo nos ambientes digitais.

Um dos diferencias do Woop Sicredi é aliar inovação digital e cooperativismo, conectando pessoas e propósitos. O associado integra uma cooperativa de crédito do Sicredi, de acordo com a região onde mora, e pode participar - com direito a voto -, de assembleias nas quais acontecem as decisões estratégicas, e da distribuição dos resultados. Assim como os atuais associados do Sicredi, o usuário do Woop Sicredi tem, ao mesmo tempo, o papel de associado e de dono do negócio.

Por meio da solução, o usuário do Woop Sicredi (ou Wooper) poderá acessar informações sobre o desempenho da cooperativa em quesitos como poupança, crédito, número de associados, capital social e resultados estarão disponíveis online. No aplicativo, o Wooper também pode saber mais sobre os conceitos do cooperativismo de crédito, assim como da governança da cooperativa, acessando informações sobre como ela funciona, além de outras informações.

Inicialmente, no Woop Sicredi é possível associar-se e criar uma conta 100% digital, sem papel; ter acesso à conta corrente com pagamentos de contas de consumo e transferências; poupança; limites e créditos; cartão 100% digital; autenticação digital; programa de fidelidade e organizador financeiro. Baseado no desenvolvimento por meio de metodologia ágil, o Woop Sicredi vai gradualmente integrar novas funcionalidades. Para associar-se ao Woop Sicredi, assim como acontece na associação presencial às cooperativas que formam o Sicredi, é necessário integralizar um valor no capital social da cooperativa.

Outra facilidade do Woop Sicredi é o seu programa de fidelidade, com o qual o Wooper acumula valores (Mooedas) a partir do uso do cartão de crédito e pode usar esses valores diretamente em pagamentos como, por exemplo, o da cesta de relacionamento e outros relacionados à conta corrente. O aplicativo também disponibiliza um organizador financeiro, ferramenta que auxilia na organização e gestão da vida financeira do associado.

O Woop Sicredi é baseado no conceito de autosserviço e conta com diversos canais de atendimento digital como chat; videochamada; e-mail; redes sociais; FAQ, entre outros. Para baixar o Woop Sicredi, é só acessar as lojas de aplicativos dos sistemas Android e iOS ou o endereço www.woopsicredi.com.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,7 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com 1.500 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br.

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

O Sicredi – presente em 22 estados brasileiros e no Distrito Federal – lança sua conta digital. O Woop Sicredi foi desenvolvido para oferecer uma solução financeira cooperativa no ambiente digital para um público conectado e jovem de espírito, que procura resolver suas necessidades financeiras virtualmente, ao mesmo tempo em que colabora para o desenvolvimento da sua comunidade. A solução faz parte da transformação digital do Sicredi, que inclui a substituição progressiva dos sistemas que processam os produtos e serviços (core bancário).

O nome Woop vem de uma interjeição formada por meio da combinação de “wow” e “coop”, criando uma expressão moderna que pretende ser o som do cooperativismo nos ambientes digitais.

Um dos diferencias do Woop Sicredi é aliar inovação digital e cooperativismo, conectando pessoas e propósitos. O associado integra uma cooperativa de crédito do Sicredi, de acordo com a região onde mora, e pode participar - com direito a voto -, de assembleias nas quais acontecem as decisões estratégicas, e da distribuição dos resultados. Assim como os atuais associados do Sicredi, o usuário do Woop Sicredi tem, ao mesmo tempo, o papel de associado e de dono do negócio.

Por meio da solução, o usuário do Woop Sicredi (ou Wooper) poderá acessar informações sobre o desempenho da cooperativa em quesitos como poupança, crédito, número de associados, capital social e resultados estarão disponíveis online. No aplicativo, o Wooper também pode saber mais sobre os conceitos do cooperativismo de crédito, assim como da governança da cooperativa, acessando informações sobre como ela funciona, além de outras informações.

Inicialmente, no Woop Sicredi é possível associar-se e criar uma conta 100% digital, sem papel; ter acesso à conta corrente com pagamentos de contas de consumo e transferências; poupança; limites e créditos; cartão 100% digital; autenticação digital; programa de fidelidade e organizador financeiro. Baseado no desenvolvimento por meio de metodologia ágil, o Woop Sicredi vai gradualmente integrar novas funcionalidades. Para associar-se ao Woop Sicredi, assim como acontece na associação presencial às cooperativas que formam o Sicredi, é necessário integralizar um valor no capital social da cooperativa.

Outra facilidade do Woop Sicredi é o seu programa de fidelidade, com o qual o Wooper acumula valores (Mooedas) a partir do uso do cartão de crédito e pode usar esses valores diretamente em pagamentos como, por exemplo, o da cesta de relacionamento e outros relacionados à conta corrente. O aplicativo também disponibiliza um organizador financeiro, ferramenta que auxilia na organização e gestão da vida financeira do associado.

O Woop Sicredi é baseado no conceito de autosserviço e conta com diversos canais de atendimento digital como chat; videochamada; e-mail; redes sociais; FAQ, entre outros. Para baixar o Woop Sicredi, é só acessar as lojas de aplicativos dos sistemas Android e iOS ou o endereço www.woopsicredi.com.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,7 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com 1.500 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br.

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

A Prefeitura de Novo Horizonte do Sul informa aos contribuintes, que será cobrada a partir do mês de julho de 2018 a taxa de lixo conforme estabelece a Lei Complementar 73/2017.

Os valores serão cobrados em cima dos critérios conforme a área construída, categoria de consumo e frequência de coleta.

A taxa será inserida através da conta de água ou boleto.

Para maiores informações procure o Departamento de Tributos que fica na Rua João Fernandes Brambila nº 790, das 07:00 às 11:00 e das 13:00 ás 17:00 horas.

Por quê eu devo pagar a taxa de lixo?

A cobrança da taxa de lixo é uma obrigação legal da Prefeitura, prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos e instituída pela Lei 073/2017. A taxa foi implantada para cumprir a legislação e o descumprimento acarretaria em renúncia fiscal.

Por que o município cobra Taxa de Coleta de Lixo?

Trata-se de um serviço essencial para a população e exige uma gestão complexa. Além da coleta, é preciso tratar e armazenar esses resíduos de maneira adequada, sob pena de danos ao meio ambiente. A taxa não é uma exclusividade daqui, ela é cobrada em todas as cidades.

Como é feito o calculo da taxa?

O calculo é realizado de acordo com o Art. 4º da Lei 073/2017 usando critérios de rateio da taxa:

I – Área construída;

II – Categoria de consumo;

III – Frequência de coleta.

Por que não existe aterro em Novo Horizonte do Sul e o lixo coletado é levado para outro lugar?

Pela inviabilidade econômica financeira do município para manter a manutenção e operação, pois o custo de um aterro sanitário é muito alto e necessita de trabalhos e cuidados específicos, por isso o município optou por comprar os serviços de um aterro sanitário regularizado.

Os valores serão cobrados conforme tabela de referência

 

Objetivo seria evitar distribuidoras e reduzir preços

Pode ser votado em plenário, nesta semana, projeto que permite a venda de etanol diretamente do produtor aos postos de combustíveis. O texto teve o pedido de urgência aprovado na terça-feira (12) e seu objetivo é aumentar a concorrência no mercado de combustíveis e, consequentemente, baixar o preço para o consumidor. Se aprovado, o PDS 61/2018 ainda terá de passar pela Câmara dos Deputados.

O projeto, do senador Otto Alencar (PSD-BA), susta um artigo da resolução da Agência Nacional de Petróleo (ANP) sobre o fornecimento e a venda de etanol combustível que determina que o fornecedor só pode vender o etanol a outro fornecedor cadastrado na ANP, a um distribuidor autorizado pela agência ou ao mercado externo.

“Hoje, as usinas produtoras de etanol para atendimento do mercado interno têm sua comercialização restrita a outros fornecedores cadastrados na ANP ou a um grupo restrito de distribuidoras autorizadas pela agência, que praticamente monopolizam o fornecimento do etanol para os postos de combustíveis”, explicou o senador.

Fonte: Correio do Estado

 

O Procon vai considerar a pesquisa semanal de preços do botijão de gás da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) como parâmetro para identificar cobranças abusivas. O valor de referência será composto pelo preço médio apurado pelo órgão federal acrescido de 12%, o que levando em conta os resultados mais atualizados resulta em R$ 86,28.

Essa conta foi definida em conjunto com o Procon municipal, MPE (Ministério Público Estadual) e representantes das revendedoras nesta quinta-feira (14).

Contudo, é importante destacar que só serão alvo das sanções previstas em lei os estabelecimentos que não tiverem justificativa para cobrarem acima desse teto. É por isso que os fiscais, ao apurar as denúncias recebidas dos consumidores, exigem as notas fiscais.

“Não se trata de um tabelamento, mas é uma referência para o mercado de consumo para que o cliente perceba que os preços não podem oscilar tanto a valores orbitantes em referência ao que se pagava antes da greve”, diz Patrícia Mara da Silva, superintendente em exercício do Procon.

A pesquisa da ANP é feita semanalmente e por amostragem em algumas cidades de Mato Grosso do Sul. Os servidores percorrem as empresas e anotam os preços. Atualmente o valor ponderado para a Capital é de R$ 77,04.

Essa medida foi tomada depois de o Procon ter recebido informações sobre locais cobrando R$ 100 pelo botijão. O mercado enfrenta escassez desse produto ainda como resultado do desabastecimento causado pela greve dos caminhoneiros entre o fim de maio e o começo de junho.

“O Procon não está atuando a partir da reunião, mas desde antes. Tanto é que já temos denúncias e autos de constatação e infração”, disse Patrícia.

Além desse valor de referência, também foi dado prazo de 10 dias para que as revendedoras providenciem cartazes ou quaisquer outras formas de veicular de maneira ostensiva os seus preços, diferenciando os valores no crédito, débito e também os descontos dados para quem opta em buscá-los no balcão ao invés de solicitar entrega.

Segundo o Procon, a multa para quem violar essas regras varia de 80 a dois milhões de Uferms, que em junho está tabelada em R$ 25,91. O órgão orienta os consumidores a denunciarem os abusos ou até mesmo estabelecimentos que estejam vendendo produtos com mais de 10% de desconto em cima do valor de referência da ANP, pois nesses casos pode haver indícios de produtos clandestinos.

Fonte: Campo Grande News

 

O vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 5 ª Região (TRF5), desembargador Cid Marconi Gurgel de Souza, decidiu hoje (8) derrubar a liminar que suspendeu os novos valores mínimos para o frete o rodoviário no país. Na decisão, o desembargador argumentou que é prudente à ordem pública e à ordem administrativa assegurar as bases do acordo entre o governo e os caminhoneiros.

“Toda a sociedade brasileira tem sido testemunha do processo de negociação em que se envolveu o Poder Executivo desde o início da greve dos caminhoneiros. Pode-se dizer que as liminares proferidas num momento em que as partes ainda buscam um consenso pode interferir neste processo e, pior, inviabilizá-lo, sobretudo se de fato se concretizar o efeito multiplicador referido na inicial”, argumentou Gurgel de Souza.

O desembargador disse ainda que é dever do Poder Executivo buscar a solução de consenso que melhor atenda a todas as partes envolvidas.

Liminar válida no Rio Grande do Norte

Ontem (7), o juiz federal da 8ª Vara Federal do Rio Grande do Norte, Orlan Donato Rocha, concedeu uma medida liminar para suspender os efeitos da Medida Provisória 832/2018, editada em 27 de maio e que previa uma tabela de preços para o frete rodoviário no país.

A decisão, até então, só era válida para duas empresas que entraram com a ação e que atuam no setor de sal do Rio Grande do Norte. As empresas alegaram que a medida é inconstitucional, por violar princípios como o da livre iniciativa e da livre concorrência, argumento que foi acolhido pelo juiz.

Nova tabela

Independente da decisão da Justiça Federal do Rio Grande do Norte, uma nova tabela chegou a ser anunciada na tarde dessa quinta-feira, mas foi suspensa horas depois para uma nova rodada de negociações com os caminhoneiros.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou nesta sexta-feira que as questões técnicas da tabela “continuarão em discussão na agência e com o setor, a fim de chegar a uma solução que harmonize os interesses de produtores, transportadores e sociedade”.

A tabela de preços mínimos para o frete é uma das reivindicações dos caminhoneiros acordadas com o governo para colocar fim à paralisação da categoria que ocorreu em maio e que durou dez dias. O movimento resultou em prejuízos em diversos setores da economia e em desabastecimento de combustível, alimentos e de outros produtos.

Fonte: Agencia Brasil

 

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (7) uma nova redução no preço da gasolina. A partir da amanhã, o combustível ficará 0,49% mais barato nas refinarias da estatal, passando a custar R$ 1,9521 o litro. Hoje, a gasolina está sendo negociada nas refinarias a R$ 1,9617.

Essa é a quarta queda consecutiva de preços anunciada pela empresa. Desde 2 de junho, quando o litro custava R$ 2,0113, o preço da gasolina já acumula uma redução de quase 6 centavos, ou seja, de 2,94%.

Fonte: Jornal da Nova

 

O Ministério do Planejamento reduziu nesta quarta-feira (6) a previsão do salário mínimo para 2019 de R$ 1.002 para R$ 998. O novo valor ainda precisa ser aprovado pelo Congresso.

A informação consta em nota técnica do ministério para a LDO de 2019 (Lei de Diretrizes Orçamentárias), que será analisada na tarde de hoje pela Comissão Mista do Orçamento no Congresso.

Atualmente, a remuneração mínima paga aos trabalhadores brasileiros é de R$ 954, valor que foi reajustado em 1,81% no início do ano e resultou em críticas por ser inferior à inflação de 2,07% no ano passado.

Em abril, o Planejamento propôs aumentar esse valor para R$ 1.002, o que representaria uma alta de 5%. Agora, o reajuste previsto para 2019 será de 4,6%. Com a redução de R$ 4, o governo espera economizar R$ 13,4 bilhões em 2019.

Desde 2004, o salário mínimo é reajustado de acordo com o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado nos 12 meses anteriores, além da variação do PIB de dois anos anteriores.

Deste modo, o salário mínimo para 2019 deverá ser corrigido pelo INPC de 2018 e terá aumento equivalente à taxa de crescimento do PIB em 2017.

A explicação do Planejamento para um reajuste menor do salário mínimo é justamente a estimativa do INPC para 2018, que recuou de 3,8% para 3,3%.

Fonte: R7

 

Pagina 5 de 21

Salvar

 

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top