Novo Horizonte do Sul (252)

Aconteceu neste sábado, dia 19 de maio, em Ivinhema-MS, mais uma fase da 15ª Copa Assomasul de Futebol de Campo, equipes de Novo Horizonte do Sul, Ivinhema, Itaquiraí, Deodápolis, Nova Andradina e Iguatemi disputaram os jogos.

A rodada foi aberta às 08h00 no Estádio Saraivão com a participação de um grande público. 

Equipe de Novo Horizonte do Sul: Mauro Camargo (técnico), Morames (auxiliar técnico), Antero (goleiro), Evandro, Adriano, Wagner, Devanildo (Bó), Pedro Henrique, Pedro Guilherme, Fabiano, Jean, Heber, Hugo, Sidinaldo, Fabricio, Rafael Junio, Rafael Simioni, Arnaldo, Marcio Camargo, Joel e Jhone.

Após o pontapé inicial, a bola rolou para a primeira partida do dia, envolvendo os times de Novo Horizonte do Sul e Itaquiraí.

Com muita disciplina em campo, Novo Horizonte do Sul venceu Itaquiraí por 3 a 1. Os gols foram marcados por Adriano Jandrei, Fabiano, Jean.

No segundo jogo o município de Novo Horizonte do Sul, venceu Ivinhema por 4 a 2.

Joel, Rafael Simioni e Adriano Jandrei marcando 2 gols, fizeram o placar final da disputa garantiu sua qualificação à 3ª fase da 15ª Copa Assomasul de Futebol de Campo.

15ª COPA ASSOMASUL DE FUTEBOL DE CAMPO

Apoiam a Copa Assomasul 2018 o Governo do Estado, por meio Fundesporte, Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul), Confaz-M (Conselho dos Secretários Municipais de Receita, Fazenda e Finanças de Mato Grosso do Sul), Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) e Construtora B & C LTDA (Iluminação e Construção Civil).

Na próxima segunda-feira 21 de maio em Novo Horizonte do Sul a partir das 19.30 horas, no plenário da câmara municipal de vereadores acontecerá uma sessão solene em homenagem a APAE.

A APAE de Novo Horizonte do Sul completa 19 anos e a câmara municipal com o objetivo de ressaltar a importância do papel que a APAE exerce na sociedade, promoverá a sessão solene para comemorar seu 19º aniversário.

A sessão solene será presidida pelo Presidente da Câmara Municipal vereador Ademir de Oliveira, para a ocasião está programado pronunciamentos de autoridades, entrega de decreto de utilidade pública, apresentação cultural e exposição artesanal.

A população em geral está convidada para comparecer e prestigiar a sessão solene da APAE.

Na manhã desta terça-feira, 15 de maio, a SANESUL - Empresa de Saneamento Básico de Mato Grosso do Sul, iniciou o trabalho de instalação de rede de água no Loteamento 14 de Junho em Novo Horizonte do Sul, uma parceria com a Prefeitura de Novo Horizonte do Sul.

Essa realização é graças a um pedido feito pelo prefeito Marcilio Alvaro Benedito, juntamente com os vereadores e moradores do Loteamento 14 de Junho e a Ex-Deputada Estadual Dione Hashioka, e atendido pelo Governador do Estado de Mato Grosso do Sul Reinaldo Azamburja.

Dessa forma a população que vive neste bairro mesmo sendo irregular, tem o direito à rede de água instalada. Para ajudar mais ainda os moradores a taxa referente à cobrança de implantação de ligação da água será isenta.

Já a caixa padrão de água é uma exigência da SANESUL e deve ser adquirida pelo morador, sem ela a ligação da água não é possível. O proprietário terá que providenciar a compra e instalação da mesma, para poder assim ter sua ligação de água.

A partir da instalação só pagará a conta de água depois do próximo ciclo de leitura, o valor da conta será a taxa mínima mais o consumo de cada morador.

Segundo o Supervisor da SANESUL de Novo Horizonte do Sul Tiago Marques de Lima, o prazo pra finalizar esta instalação é até o dia 30 de maio de 2018.

A Prefeitura de Novo Horizonte do Sul, realizou neste sábado, dia 12 de maio, uma grande festa em homenagem ao Dia das Mães. O evento que concentrou muitas Mães foi realizado na quadra do antigo PETI.

Além do prefeito Marcilio Alvaro Benedito, várias outras autoridades marcaram presença, destacamos entre elas a chefe de gabinete da prefeitura, Margarida Mateus, vereadores, gerentes municipais.

Na abertura do evento, o prefeito Marcilio, deu as boas vindas a todas as Mães presentes e agradeceu a todos que colaboraram para que a festa fosse realizada, agradeceu o empenho de todos envolvidos no grande evento.

O prefeito Marcilio Alvaro Benedito disse que a intenção é promover um encontro para saudar as Mães, que são guardiãs das famílias e que merecem todo o carinho e respeito. “O intuito da administração é proporcionar alegria as Mães com uma festa linda, pois as Mães são sagradas e nada mais justo que oferecer esta homenagem, proporcionando um pouco mais de alegria''.

As Mães presentes na festa participaram do sorteio de vários brindes doados pelas gerências, vereadores e comércio.

Além do sorteio de brindes, a festa contou com a apresentação dos alunos da APAE – Escola de Educação Especial Renascer, CEI – Luan Kaiber Miranda, Escola Municipal Eduardo Pereira Calado, Escola Estadual Dorcelina de Oliveira Folador, SCFV - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do CRAS.

Foram presenteadas duas mães em especial, a mãe mais velha presente no evento de 80 anos e a mãe mais nova de 18 anos. A festa encerrou com os parabéns para as mães e um delicioso bolo de metro, foram distribuídos lanches e refrigerantes para todos presentes.

O prefeito Marcilio Alvaro Benedito entregou para cada mãe uma rosa vermelha.

Cb image default
 
Foto: Mandy
 
Cb image default
 
Foto: Mandy
 
Cb image default
 
Foto: Mandy
 
Cb image default
 
Foto: Mandy
 
Cb image default
 
Foto: Mandy
 
Cb image default
 
Foto: Mandy
 
Cb image default
 
Foto: Mandy
 
Cb image default
 
Foto: Mandy
 
Cb image default
 
Foto: Mandy
 
Cb image default
 
Foto: Mandy
 
Cb image default
 
Fonte: Assessoria

Foto: Mandy

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul através da Gerência Municipal de Saúde, Comunica a todos que estaremos realizando o Dia D, que será sábado dia 12 de maio. CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE, para toda a população acima de 60 anos, Gestantes, Puérpera até 45 dias após o parto, Crianças de seis meses a menores de 05 anos de idade. Professores atuando em sala de aula. Quem ainda não tomou durante a semana, estamos esperando no posto de saúde no horário das 08:00 horas às 17:00 horas.

“Entre para o time da saúde, vacine-se contra a gripe e fique protegido”.

Novo Horizonte do Sul na lista dos R$ 5,8 milhões do Governo para pavimentação, drenagem e saneamento

O Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) lançou no Diário Oficial do Estado de hoje (7.5) cinco licitações que totalizam investimentos que podem chegar a R$ 5.830.222,18 para pavimentação urbana, drenagem de águas pluviais e ampliação de rede de esgoto em Mato Grosso do Sul. Os avisos podem ser conferidos na página 34.

Segundo o setor de licitações da Agência, o maior investimento publicado irá beneficiar o município de Novo Horizonte do Sul, com ampliação do esgotamento sanitário, no valor orçado de R$ 2.446.709,03. A abertura das propostas será no dia 7 de junho. Em seguida, Laguna Carapã deve receber obras de drenagem nas Ruas Antônio Pinto de Carvalho, João Fernandes Pereira e uma bacia de detenção no Distrito de Bocajá. Os investimentos podem chegar a R$ 1.205.913,84 e tomada de preços acontece no dia 23 de maio.

Já os municípios de Sonora, Inocência e Santa Rita do Pardo serão contemplados com mais asfalto. Em Sonora, a restauração funcional do pavimento de diversas ruas no Jardim dos Estados deve receber investimentos de até R$ 855.517,83. Para Inocência está prevista a pavimentação e drenagem no Residencial Greenville, com valores que podem chegar a R$ 688.004,73. E Santa Rita do Pardo recebe asfalto na Avenida João Gregório, com investimentos que podem chegar a R$ 634.076,75.

Mais resultado

Também foi divulgado hoje, o resultado de uma licitação que contempla com pavimentação e drenagem a Rua Edelmiro Lopes, em Ribas do Rio Pardo. Na obra serão investidos R$ 486.378,43 mil.

Fonte: Fatima News

A Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Sul, convida todas as mães de Novo Horizonte do Sul para participarem de um grandioso evento em comemoração ao seu dia.

Será sábado dia 12 de maio, com início às 13:00, na Quadra do Antigo PETI.

Apresentações dos alunos:
• APAE – Escola de Educação Especial Renascer;
• CEI – Luan Kaiber Miranda;
• Escola Municipal Eduardo Pereira Calado;
• Escola Estadual Dorcelina de Oliveira Folador;
• SCFV do CRAS.
- Sorteio brindes para as mães;
- E um delicioso bolo será servido;


PARTICIPEM!

Realização: Prefeitura de Novo Horizonte do Sul

Aconteceu nesta quinta-feira(03) no Auditório José Farias Leal uma audiência pública com o tema construção de pontes e reconstrução de estradas vicinais afetadas pelas fortes chuvas.

A mesa foi composta pelo Prefeito de Novo Horizonte do Sul Marcílio Alvaro Benedito, o Presidente da Câmara Ademir de Oliveira, o Vereador de Jatei José Roseno, o Gerente de Obras Luiz Antonio, o Gerente de Agricultura Evandro Fortuna, o Engenheiro Ambiental e Coordenador da Defesa Civil do município Pedro Guilherme, o Engenheiro Civil Pedro Henrique.

A audiência teve por finalidade a apresentação, por parte do corpo técnico da Prefeitura de Novo Horizonte do Sul, dos projetos de pontes e galerias com seus respectivos locais de instalação, serviços a serem realizados de manutenção e recuperação de estradas, para conhecimento, discussão e aprovação da população participante.

O Gerente de Agricultura falou sobre os danos causados pelas chuvas a agricultura do município. O gerente de Obras falou sobre os danos causados as estradas vicinais e pontes do nosso município. O engenheiro Ambiental Pedro Guilherme falou sobre os procedimentos adotados pela Defesa Civil sobre os danos. O Engenheiro Civil Pedro Henrique falou sobre o projeto de recuperação das estradas e ponte do município. O Prefeito falou sobre a situação do município e as providências tomadas até agora.

Participaram da audiência prefeito, gerentes municipais, vereadores, autoridades locais, autoridades dos municípios vizinhos, produtores rurais e população em geral.

Fonte: Assessoria

Foi realizada a primeira reunião para tratar da implantação do Projeto Patrulha Mirim no município de Novo Horizonte do Sul com as seguintes autoridades: Prefeito Marcilio Benedito, o presidente da Câmara Municipal Ademir de Oliveira, vereador Delso Benedito, vereador Chiquinho do PT, vereadora Regiane Camargo, vereadora Lucinéia Almeida, capitão Custódio, Sub Tenente Inês, Sub Tenente Rios, Sargento José Luiz, CB Patrulheira Mirim Almeida , Conselho Comunitário de Segurança e o Conselho Tutelar.

O prefeito Marcilio e os vereadores estão muito interessados na implantação deste Projeto em Novo Horizonte do Sul, e A Sub Tenente Inês, de Chapadão do Sul-MS explanou durante a reunião sobre o funcionamento da Patrulha Mirim e quais os procedimentos para implantação em nosso município.

O Projeto Patrulha Mirim visa o bem estar social de crianças e adolescentes, para que no futuro possam ter mais dignidade, competir no mercado de trabalho e ter bom resultados nos estudos.

O responsável pela matrícula é o Sargento José Luiz, que esta fazendo uma pré-seleção para o levantamento de quantos alunos podem ser beneficiados com este projeto. Os pais e ou responsáveis podem fazer as matrículas no 1º GPM de Novo Horizonte do Sul.

O projeto poderá atender crianças e adolescentes entre 9 e 17 anos, totalizando 50 pessoas, 25 no período matutino e 25 no período vespertino, as vagas são para ambos os sexos.

HISTÓRIA DE NOVO HORIZONTE DO SUL


Novo Horizonte do Sul originou-se de vários povos vindos dos quatro cantos do Brasil, para trabalhar em terras do Paraguai, e com o passar dos anos se uniram. Lutando para libertarção da escravidão do Paraguai. Os trabalhadores animados e organizados pelas lideranças de vários grupos das comunidades assumiram a luta pela terra, juntamente com os governos estadual e federal. Iniciaram as negociações com o Incra, ligado ao governo. Este teve papel fundamental na conquista de negociações ao dar assistência as problemáticas de sua competência. As famílias enfrentaram dificuldades para chegar e organizar suas casas no Paraguai, para, posteriormente, enfrentar todo sofrimento no acampamento da cidade de Mundo Novo. Esperaram a negociação da área até que todas as famílias fossem libertas. Aproximadamente entre 1965 e 1980, o governo criou o novo modelo agrícola, incentivando o plantio de soja e de outras lavouras mecanizadas em grandes extensões, alavancando a exportação ao construir a maior hidrelétrica do mundo, a Itaipu.

O modelo econômico e político brasileiro favorecia, somente, os latifundiários donos de capital. Muitas famílias foram ao Paraguai em busca de terras para cultivar e retirar o sustento para a família, entraram aos poucos formando grupos e pequenas vilas, mas sofreram com a opressão e a exploração. Na educação, por exemplo, muitas crianças ficaram sem estudar, pois ensinavam em língua castelhana e, muitas vezes, os brasileiros eram recusados por não fluir a língua. Algumas comunidades se uniam e conseguiam professores brasileiros que ensinavam a leitura e a escrita. A cada três meses, os brasileiros eram obrigados a renovar o permício, que lhes permitia a permanência no Paraguai, mas era caro e muitos não tinham condições de pagar. Continuavam a viver ilegalmente, por isso eram perseguidos e explorados. A terra era fértil, produzia bem, mas, na venda de produtos os preços não eram cotados. Quem trabalhava de arrendatário, entregava grande porcentagem dos produtos aos donos da terra, às vezes até tomavam toda a safra com ameaças. O comércio também era explorador, só conseguiam comprar o indispensável para o sustento e a sobrevivência. Com todos esses problemas e insegurança, a reforma agrária era o sonho de todo brasileiro, Muitas comunidades começaram a lutar para sair do Paraguai, sigilosamente, para que as autoridades paraguaias não descobrissem a ilegalidade. A igreja e alguns políticos apoiavam essa luta.

Em 1977 foi criado o estado de Mato Grosso do Sul, que incorporou a região de Novo Horizonte do Sul. No dia 14 de maio de 1985, cinco líderes foram até Brasília para negociar com o Ministro da Reforma Agrária a situação dos brasileiros ilegais que viviam no Paraguai e que queriam voltar ao Brasil com um lugar para morar. Foram informados de que fora do país nada podiam fazer. Após trinta dias voltaram ao Brasil e fizeram um grande acampamento no Município de Mundo Novo, perto da fronteira, com aproximadamente 800 famílias. O Governo assinou um convênio, mandou alimentação, assistência média e lonas. Mas as famílias das redondezas se ajuntaram ao acampamento formando cerca de 1000 famílias. A área era pequena para tanta gente, faltava higiene, a miséria era presente no local provocando mortalidade, principalmente infantil. As famílias se organizaram em grupos, respeitando sua comunidade de origem no Paraguai, que eram os seguintes: Santa Rosa, Canandu, Cuerpo Christi, Alvorada, Guaivirá, Santa Clara, Figueira, Maracajú, Caarapó, Ponte Kirrá e Guadalupe. Cada grupo tinha sua liderança e comissões. À noite faziam a segurança com rodízio de homens. As lideranças se reuniam freqüentemente com o Incra e outras autoridades. Os grupos de trabalhos, alimentação, saúde e higiene e liturgia celebravam os atos religiosos. Os cadastros de suas famílias eram feitos em Mundo Novo, ainda, com os seguintes critérios: ser casado, ter menos de 60 anos, ter toda documentação em dia, solteiros maiores de 21 anos. A viagem até a fazenda onde receberam suas terras foi sofrida e durou aproximadamente um mês. Situada na Gleba Santa Idalina, da empresa Someco, deram o nome de Gleba Novo Horizonte, porque aqui surgiu uma nova esperança, uma grande mudança, os grupos colocaram-se em localidades estratégicas, onde facilitaria o acesso a água etc. A divisão da área foi programada, lotes com 25 hectares e chácaras com 06 hectares, divididos por sorteio.

Logo o posto de saúde começou a funcionar, trouxeram a rede de energia de alta tensão, construíram barracos que eram salas de aula, depois o Incra construiu escolas de alvenaria que existem aqui, ainda hoje, construiu o Centro Comunitário, para reuniões e festas, as igrejas, e surgiam a Associação dos Trabalhadores Rurais, a CPT, a Comissão Pastoral da Terra. O governo continuou acompanhando o povo e incentivando os mini-projetos. No núcleo urbano, os lotes eram cedidos pelo Incra com uma exigência de construção em 90 dias. Assim, a cidade desenvolveu-se rapidamente. Logo surgiram mercados, bares, salões de baile, lojas, farmácias, açougues, veterinária, bancos, entre outros. Vieram pessoas de variadas classes sociais, a maioria de origem humilde. Muitos aventureiros e curiosos. Os moradores organizaram equipes de futebol, torneios, grandes baiões. A energia elétrica foi rebaixada ao instalar o posto telefônico e a rede de água. A Gleba Novo Horizonte do Sul pertencia ao Município de Ivinhema, Guiraí, Piravevê no Sul do Estado. Com o rápido desenvolvimento, logo surgiu a luta pela emancipação política. Distante de Ivinhema, 58 quilômetros, com estradas sem pavimentação tudo dependia desta. Devido à importância sócio-econômica do assentamento, em 17 de abril de 1992 foi criado o Município de Novo Horizonte do Sul, pela Lei 1.260, sendo instalado em 1 de janeiro de 1993.

 

 

Veja o Video Abaixo

 

Pagina 1 de 18

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top