Mato Grosso do Sul (223)

São quatro quedas no Estado nas últimas semanas

Outra aeronave foi encontrada destruída em Mato Grosso do Sul, a segunda em um período de 24h. Dessa vez, em São Gabriel do Oeste, uma pane no motor causou a queda do avião agrícola, em uma plantação de soja, na área rural da cidade. O acidente teria acontecido na tarde de ontem (10) e o piloto, identificado como Anderson Dias, ficou ferido.

De acordo com o site Coxim Agora, Anderson havia acabado de pulverizar a plantação e se preparava para pousar quando, há 500 metros da pista de pouso, em uma manobra de conversão, o piloto percebeu a pane e tentou aterrissar no meio da plantação, mas sem sucesso.

A aeronave, com prefixo PT-UUE, se arrastou por 95 metros, colidindo em morros de terra e abrindo uma cratera no meio na lavoura até parar de cabeça para baixo.

Um morador de uma propriedade vizinha viu a queda e foi até o avião socorrê-lo. O piloto sofre vários ferimentos e foi levado até o Hospital de São Gabriel do Oeste, onde permanece em observação, não correndo risco de morte.

Peritos da Delegacia Regional de Coxim foram ao local, que ficou isolado até a chegada de equipes do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). A aeronave ficou destruída.

SEGUNDO CASO EM POUCAS HORAS

Um avião comercial foi encontrado caído na manhã de ontem (10) em uma lavoura de soja, da fazenda do Bim Gasparelli, em Chapadão do Sul. As informações são do portal 'O Correio News'.

Fonte: Correio do Estado

O avião caiu cerca de 10 km de distância do ponto da decolagem

Um avião comercial agrícola caiu na manhã desta segunda-feira (10) em uma lavoura de soja, da fazenda do Bim Gasparelli, no município de Chapadão do Sul – a 337 quilômetros de Campo Grande. O piloto, Gilsimar Ferreira Freitas de 41 anos, morreu no acidente.

O avião decolou por volta das 10h00 de domingo (09), com destino ao município de Juara (MT). Como Gilsimar não fez nenhuma comunicação desde então, um primo do piloto resolveu sobrevoar a área com outro avião, e avistou os destroços da aeronave, cerca de 10 quilômetros de distância da pista de decolagem.

Segundo o primo da vítima, o avião deveria ter pousado em Costa Rica, antes de seguir viagem para uma fazenda no Mato Grosso, onde Gilsimar trabalhava como gerente.

De acordo com testemunhas, o avião teria sobrevoado uma fazenda onde algumas pessoas chegaram a relatar que o motor da aeronave apresentava um barulho estranho.

Equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Militar estiveram no local para a retirada do corpo da vitima.

Técnicos da Aeronáutica iram investigar o motivo da queda da aeronave. (Com informações do site O Correio News)

Fonte: Midiamax

Se fosse hoje, os vereadores passariam a ter como remuneração R$ 18.991

Foi aprovado por 22 votos a 2 o reajuste do salário para a próxima legislatura da Câmara Municipal. Os parlamentares que atuarão entre 2021 e 2024 vão ter aumento de 75% do valor do salário dos deputados estaduais.

Apenas os vereadores Vinícius Siqueira (DEM) e André Salineiro (PSDB) votaram contra o projeto de lei 9.153/18, que agora segue para a sanção do prefeito Marcos Trad.

Conforme a Constituição Federal, o reajuste dos vereadores da Capital pode variar entre 25% a 75% . No entanto não ficou esclarecido o valor final , já que o cálculo precisa aguardar o valor estabelecido pela Assembleia Legislativa.

Se fosse hoje, os vereadores deixariam de receber R$ 15.044 e passariam a ter como remuneração R$ 18.991. O valor é baseado no teto do reajuste aprovado de 75% sobre o atual salário dos deputados estaduais em vigência, de R$ 25.322.

Como defensor da redução de vereadores e do salário, Siqueira afirmou que foi pego de surpresa com a votação. “Não sabia do que se tratava. Vi com o pessoal do apoio e fui contra. Acho que já recebemos mais do que o suficiente. É um efeito cascata e sobe tudo. Vamos depender do que acontece na esfera federal que reflete em todos os municípios”.

Já o policial federal Salineiro, que deixou de receber o salário como vereador e recebe como servidor federal, o equivalente a R$ 18 mil, não achou o momento econômico ideal para o reajuste. “Não me senti confortável”.

Quem também poderia ter votado contra era o vereador Pappy (SD), que presidiu a votação. Na plataforma de governo dele havia o indicativo de ser contra aumentos, mas por trocar com o vereador João Rocha (PSDB) a função de presidente da Mesa Diretora, seu voto não foi contabilizado.

Segundo Rocha o reajuste é legal, além de haver uma defasagem de oito anos. “Tudo será investido em democracia. Todo trabalho gera gasto e investimento. Temos conseguido tradicionalmente devolver ao município o duodécimo. Seria imoral se apropriássemos de coisas que não temos direito. O momento é adequado",

Fonte: Correio do Estado

Deputado foi escolhido para disputar o comando da Casa por maioria; “tradição” mostra que maior bancada fica com a presidência da Mesa Diretora

Sem conseguir o consenso esperado em sua futura bancada na Assembleia Legislativa, o PSDB anunciou na tarde desta terça-feira (4) a indicação do deputado estadual Paulo José Araújo Corrêa para disputar a presidência da Casa para o biênio 2019/2021. O parlamentar reuniu três dos cinco votos possíveis em uma disputa que acabou concentrada entre ele e o colega Onevan de Matos, que insistiu até a última hora e teve apenas o próprio apoio. Felipe Orro não participou do encontro por cumprir compromissos no interior do Estado.

Superada a indicação, Corrêa recebeu o aval tucano para encaminhar a construção de uma chapa que agregue os 13 votos necessários para a eleição da Mesa Diretora –em fevereiro de 2019, logo após a posse dos eleitos–, tendo em seu favor a tradição de a maior bancada eleita no Legislativo também fazer o presidente. Contudo, o número de partidos indica a possibilidade de disputa tanto pelo comando como por outros cargos de direção interna. A primeira secretaria, responsável pela administração financeira da Casa, já interessa aos dois deputados do DEM.

 

Paulo Corrêa recebeu o próprio voto e o dos colegas Professor Rinaldo, que já havia sinalizado apoio ao agora candidato, e Marçal Filho. Onevan, que não participou do anúncio, esteve no diretório para deixar seu voto, segundo informou o presidente regional do PSDB, o também deputado estadual Beto Pereira. Dirigente tucano, Sérgio de Paula acompanhou o anúncio.

“Em uma decisão que contou com a ampla maioria, foi escolhido pela bancada e será indicado pelo PSDB para disputar a presidência da Assembleia o deputado Paulo Corrêa. A partir de agora, ele deixa a espera partidária para iniciar as tratativas com os demais partidos para a composição da chapa que, neste momento, ele passa a encabeçar”, destacou Beto, frisando que “a partir de agora ele (Corrêa) comanda o processo dentro da Assembleia Legislativa”.

Compromisso – O presidente ainda destacou que, há duas semanas, os membros da futura bancada tucana fecharam acordo de que, independentemente do resultado da votação, o partido marcharia unido em torno de Corrêa.

Rinaldo, Marçal, Beto, Corrêa e Sérgio de Paula, dirigente do PSDB, em reunião que definiu candidatura à presidência da Assembleia. (Foto: Paulo Francis)

Não foi um compromisso meu, foi avençado entre os cinco parlamentares que aqui estavam. Então, aquilo que foi combinado eu espero que seja cumprido”, pontuou, reconhecendo que, “quando existe uma disputa, pode ficar alguma mágoa, fissura, mas espero que isso seja reparado o quanto antes pelo bem do partido e pelo acordo feito anteriormente”.

Apontado como voto decisivo em favor de Corrêa, Marçal Filho disse que via tanto no vencedor como em Onevan bons nomes para comandar a Assembleia. “Mas decidi pelo Paulo Corrêa por entender o sentimento do partido e de futuros colegas”, pontuou.

Indicado candidato, Paulo Corrêa agradeceu os votos que recebeu, a direção do PSDB e ao governador Reinaldo Azambuja, que havia dito deixar o processo na mão do partido. “Agora começo a buscar outros partidos para composição”, disse ele, reforçando estar em seu sétimo mandato e já ter atuado como primeiro secretário da Casa.

Corrêa afirmou que pretende costurar uma chapa “plural e democrática”, admitindo até abrir mão de outras vagas para o PSDB na Mesa Diretora em torno de um consenso. “O PSDB quer espaços, mas eu estando na presidência já contempla o partido e abre caminho para essa composição”.

Disputas – Ainda segundo Paulo Corrêa, depois de ser indicado pelo PSDB, o passo seguinte é aguardar a diplomação dos eleitos, em 14 de dezembro, e ampliar conversas já iniciadas informalmente visando a formação da chapa.

O PSDB, com cinco deputados, será a maior bancada da Assembleia, e seus membros já deixaram claro que não vislumbram a possibilidade de não presidir a Casa. Historicamente, a maior bancada eleita sempre presidiu o Legislativo –Junior Mochi é um exemplo, já que o MDB elegeu a maior bancada em 2014, mas acabou superado pelo PSDB graças a trocas partidárias.

A partir de 2019, serão dez partidos representados na Casa, cenário que vem animando aproximações entre adversários do PSDB –como MDB e PT, que ensaiam a formação de um bloco para pleitear vagas na Mesa Diretora– ou mesmo partidos que disputaram a eleição aliados aos tucanos. O Capitão Contar, do PSL, por exemplo, já sinalizou disposição de concorrer à presidência da Casa de Leis. “Respeitamos todas as candidaturas, que são legítimas. Quem conseguir o maior número de apoiadores, será eleito”, destacou Paulo Corrêa.

Além da presidência, a Mesa Diretora é composta por três vices-presidências e três secretarias. A primeira, atualmente, é exercida pelo deputado Zé Teixeira (DEM), que insiste em continuar no cargo e vê o colega de bancada José Carlos Barbosa manifestar interesse no posto, que também interessa a outros grupos. A expectativa, dadas as eleições internas anteriores na Casa, é que se busque consenso nas demais vagas de direção.

Fonte: Campo Grande News

Veja como descobrir se seu aparelho está funcionando regularmente 3 DEZ 2018Por FÁBIO ORUÊ15h:03

Bloqueio de celulares irregulares começa no próximo sábado (8), em Mato Grosso do Sul e outros nove estados do Brasil. Em Goiás e no Distrito Federal, que compunham o Centro-Oeste, já foram excluídos da rede 103 mil aparelhos falsificados, com IMEL adulterado ou não-homologados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Conforme divulgado pela Anatel, também serão desativados aparelhos alterados no Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins.

Desde o dia 23 de setembro, quem ativa uma smartphone adulterado recebe em até 24 horas a mensagem: “Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em 75 dias”. Alerta similar é encaminhada 50 dias e 25 dias antes do bloqueio. E, na véspera do bloqueio, o celular recebe a mensagem: “Operadora avisa: Este celular IMEI XXXXXXXXXXXXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares”.

No Portal da Anatel é possível verificar se o celular apresenta alguma irregularidade. Ciente da irregularidade do celular, o usuário do serviço móvel deve procurar a empresa ou pessoa que vendeu o aparelho e buscar seus direitos como consumidor. Entre os celulares irregulares a serem bloqueados, há aparelhos que não oferecerem a qualidade e segurança exigidas pela regulamentação brasileira.

Além do bloqueio de celulares irregulares que está em implantação no país, o proprietário de um aparelho roubado, furtado ou perdido no território brasileiro pode solicitar, desde 2002, o bloqueio do celular junto à prestadora móvel ou secretarias de segurança de estados conveniados com o Cadastro de Estações Móveis Impedidas regulado pela Anatel. É possível bloquear o aparelho apenas com o número da linha e confirmação dos dados pessoais.

Fonte: Correio do Estado

A Polícia Militar Ambiental está exercendo fiscalização de monitoramento de cardumes e com postos fixos nas principais cachoeiras e corredeiras de rios do Estado, onde os peixes são mais vulneráveis à pesca predatória.

 

Ontem (29/11) equipe de Aquidauana realizaram fiscalização ambiental no rio Aquidauana e apreenderam cinco embarcações tipo canoa e, dentro delas, redes de pesca, tarrafas e anzóis de galho (petrechos proibidos), que seriam usados para pesca predatória.

Foram apreendidos: duas redes, duas tarrafas e 73 anzóis de galho. Os infratores perceberam a aproximação dos Policiais e se lançavam ao rio, fugindo pela mata, não sendo possível serem identificados. Todo o material foi encaminhado para a Polícia Militar Ambiental de Aquidauana.

A PMA tem conseguido por meio de fiscalização com inteligência, evitar durante a piracema, que pescadores consigam depredar os cardumes nos rios do Estado.

As metas estão sendo alcançadas a cada piracema, que é manter o máximo possível os policiais nos rios, em vigilância dos cardumes, fazendo com que as apreensões de pescado caiam em níveis aceitáveis, que é o objetivo da fiscalização.

Ou seja, manter os peixes vivos nos rios para que cumpram sua função natural de reprodução e a manutenção dos estoques.

Fonte: Dourados News

O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) publicou nesta sexta-feira (30) um edital de leilão eletrônico com mais de 938 toneladas de veículos automotores, sucatas e materiais inservíveis depositados no pátio do órgão de trânsito. Os detalhes estão no Diário Oficial do Estado, a partir da página 45.

O leilão poderá receber lances a partir das 12h (MS) do dia 17 de dezembro até às 17h do dia 21 do mesmo mês, pelo site da IPC Leilões. Podem participar apenas pessoas jurídicas ou seus procuradores. O lance mínimo terá por base o valor do quilograma do material ferroso a ser reciclado, avaliado em 0,15/kg (quinze centavos por quilo).

Está disponível para lances veículos automotores retidos e abandonados, não procurados ou não reclamados pelos proprietários e que se encontram no pátio do Detran-MS. O material leiloado é considerado “inservível”, ou seja, é vedado qualquer reaproveitamento de peças ou a separação de diferentes metais.

São 4.108 motocicletas com peso de 365 toneladas e 812 automóveis com 568 toneladas, que somados chegam a 938 toneladas no total.

 

A destinação do produto arrematado é exclusivamente para fins de reciclagem, ficando o comprador responsável pela separação, descontaminação, prensagem, pesagem e encaminhamento a siderúrgicas para fazer o reaproveitamento.

O lote único estará exposto no pátio de Detran-MS em Campo Grande – na saída para Rochedo na rodovia MS 080, Km 10, – e nos demais pátios das agências de trânsito do Estado, durante o horário de atendimento ao público, das 07h30 às 13h30, até o último dia útil anterior à realização do certame.

O prazo para o início da retirada do material arrematado é de 10 dias úteis por até seis meses, podendo este prazo ser prorrogado por igual período, mediante justificativa fundamentada pelo presidente da Comissão de Leilão.

O arrematante que descumprir os prazos de pagamentos estabelecidos no edital será considerado inadimplente e ficará proibido de participar de outro certame por 12 meses, além da aplicação de multa no valor de 20% sobre o montante estimado e ser acionado pelos meios legais cabíveis.

Fonte: Midiamax

Medida integra o acordo de delação premiada fechado na operação Lava Jato; decisão da Justiça Federal o lotaria na Casa da Criança Peniel

O senador cassado Delcídio do Amaral (PTC) prestará serviços comunitários na Casa da Criança Peniel, entidade voltada para o acolhimento de crianças vítimas de maus tratos e violência em Campo Grande. A decisão, expedida pela 3ª Vara Federal da Capital e divulgada em 30 de outubro deste ano, integra o acordo de delação premiada fechado pelo ex-parlamentar junto ao STF (Supremo Tribunal Federal) dentro da Operação Lava Jato.

Detalhes sobre a execução dos serviços, como dias, horários ou mesmo a função exercida pelo ex-senador no local não foram dados pela Justiça Federal ou pela entidade. Pela natureza dos serviços prestados, a entidade trabalha sob sigilo a fim de proteger as crianças e adolescentes que tiveram seus direitos violados.

Ato processual envolvendo a lotação de Delcídio na Peniel data de 30 de outubro, conforme o sistema da Justiça Federal, dando a ele prazo de sete dias para iniciar o cumprimento da cláusula do termo de colaboração premiada da Lava Jato, que prevê a prestação de serviços comunitários como forma de saldar eventuais débitos com a sociedade.

A 3ª Vara, presidida pelo juiz federal Bruno Teixeira, o designou para a Casa da Criança Peniel. No órgão, porém, a assessoria também explicou qual a atuação de Delcídio no local ou mesmo se ele já presta algum serviço. A fiscalização, feita por meio de planilha de horários e trabalho, fica a cargo do MPF (Ministério Público Federal), que em Mato Grosso do Sul não tinha informações sobre o início do cumprimento da prestação de serviços.

Lava Jato – Delcídio teve seu nome relacionado a fatos investigados na Lava Jato, como irregularidades na compra de uma refinaria nos Estados Unidos. O senador cassado foi preso durante a Lava Jato sob suspeita de tentar obstruir investigações, ao participar de um plano de fuga para o ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, cujo filho gravou conversa na qual tratavam da operação.

Neste ano, porém, Delcídio foi absolvido pela Justiça Federal do Distrito Federal, que questionou a acusação e pôs em xeque, inclusive, a delação fechada por Cerveró. O acordo de delação, que levou à liberação do ex-senador em 19 de fevereiro de 2016, depois de 87 dias preso, também previa a devolução de R$ 1,5 milhão aos cofres públicos e trouxe acusações contra, entre outros, os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff.

A acusação levou à cassação de Delcídio no Senado, em maio de 2016, e a absolvição deu início a uma corrida para o ex-parlamentar, agora no PTC, disputasse as eleições deste ano –ele acabou substituindo Cezar Nicolatti e teve duas semanas para realizar sua campanha. O projeto acabou barrado pela Justiça Eleitoral, que sustentou a validade da cassação pelo plenário. Mesmo assim, ele ficou em sétimo lugar, recebendo mais de 109 mil votos.

Na terça-feira, foi revelado que a Receita Federal apontou possível afronta de Delcídio em relação ao acordo de delação –já alvo de análise da PGR (Procuradoria-Geral da República) desde junho deste ano, por suspeitas de omissão ao prestar informações contraditórias–, por suspeita de cometimento de crimes que vão de corrupção a falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Entre eles, estaria a falta de comprovação de gastos com a festa de 15 anos da filha do senador, orçada em R$ 600 mil.

Fonte: Campo Grande News

O prefeito, secretário de Educação e sete vereadores estão presos

Os nove políticos de Ladário, envolvendo o prefeito Carlos Ruso (PSDB), secretário de Educação municipal Helder Botelho e sete vereadores presos na operação Mensalinho, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), estão no presídio de trânsito, em Campo Grande.

Eles passaram por audiência de custódia na manhã de hoje (27) por videoconferência e até o momento, não foi determinado a soltura de nenhum dos políticos. Oito políticos estão no presídio de trânsito e a única vereadora mulher de Ladário, Lilia Maria Villalva de Moraes (MDB), foi transferida para o presídio Irmã Irma Zorzi, no bairro Coronel Antonino.

Eles foram presos preventivamente e não foi determinado por quanto tempo devem ficar na cadeia.

MENSALINHO

Os suspeitos são investigados por crimes de associação criminosa, corrupção ativa e passiva. O esquema chamado de mensalinho, estava sendo investigado há pelo menos um ano. O que foi apurado até agora, é que o prefeito Ruso pagava aos vereadores entre R$ 1,5 mil até R$ 3,5 mil em dinheiro vivo, mensalmente, para que os políticos não denunciassem as “falhas” que o chefe do Executivo municipal, cometia.

Os setes vereadores presos são os seguintes: Vagner Gonçalves (PPS) e 2º secretário, Agnaldo dos Santos Silva Junior (PTB), André Franco Caffaro (PPS), Augusto de Campos (MDB), Lilia Maria Villalva de Moraes (MDB) e 2º vice-presidente, Paulo Rogério Feliciano Barbosa (PMN) e Osvalmir Nunes da Silva (PSDB).

Os suplentes assim como o vice-prefeito, Iranil Soares (PSDB) tomaram posse ontem à noite. Os suplentes dos vereadores presos são, na ordem: Marcos Fernando da Silva Cordova (PPS), no lugar de Vagner; Gesiel Paiva Figueiredo (PPS) no lugar de André; Rubens Gimenes (PTB) no lugar de Agnaldo; Rosiane Arnaldo (PSB) no lugar de Augusto; Ludemir de Souza (PSD) no lugar de Lilia; Delari Maria Bottega Ebeling (PP) no lugar de Paulo e Antônio João Conde (PSDB) no lugar de Osvalmir.

Fonte: Correio do Estado

A mãe e a criança foram assassinadas a facadas e as duas apresentavam afundamento de crânio.

Maiana Barbosa de Oliveira, 20 anos, e a filha dela, de apenas um mês, foram encontradas mortas, por volta das 12h, em uma residência localizada na Rua Humaitá, no Jardim São Pedro, em Dourados, nesta segunda-feira (26).

Segundo informações apuradas pela reportagem da 94FM, a mãe e a criança foram assassinadas a facadas e as duas apresentavam afundamento de crânio.

A polícia informou que, provavelmente, o crime aconteceu na noite de ontem, mas os corpos só foram encontrados na tarde de hoje.

A Polícia Civil e a perícia técnica estão no local.

A polícia informou que já tem um suspeito, ainda não localizado.

A bebê foi assassinada a facadas (Foto: Sidnei Bronka)

Fonte: 94fmdourados

Pagina 1 de 16

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top