Warning: ini_set(): A session is active. You cannot change the session module's ini settings at this time in /home/valems/www/libraries/joomla/session/handler/joomla.php on line 46
Redação

Redação

Grupo de centro-americanos derrubou a grade de fronteira para atravessar a ponte na Guatemala

A caravana de cerca de 3.000 hondurenhos que viaja, em sua maioria, rumo aos EUA conseguiu nesta sexta-feira (19) cruzar a fronteira entre o México e a Guatemala, apesar do reforço na segurança feito pelos dois países.

A viagem do grupo, que partiu da cidade hondurenha de San Pedro Sula no último sábado (13), irritou o presidente americano, Donald Trump, que ameaçou cortar a ajuda à América Central e fechar a fronteira com o México.

Os imigrantes conseguiram quebrar o portão do entrada para a ponte entre a cidade guatemalteca de Tecún Umán e a mexicana Tapachula por volta do meio-dia (15h em Brasília), apesar da presença de militares do Exército.

+ Deputados uruguaios aprovam lei que garante direitos a transgêneros

A invasão ocorreu horas após o governo mexicano anunciar que admitiria 150 pessoas por dia para solicitações de asilo. Eles teriam vagas em abrigos da região por dez dias, período em que o pedido seria avaliado.

Segundo o Instituto Nacional de Migrações, os aprovados nessa triagem preliminar poderiam ficar até 45 dias nos albergues até a saída dos documentos. O governo, porém, não informou o que aconteceria com os demais.

A tensão aumentou no final da manhã. O grupo começou a cantar gritos, como "de um jeito ou de outro, nós vamos passar", e caminhou as duas quadras do parque onde haviam se reunido desde as 7h até a entrada da ponte.

Sem serem impedidos pelos militares guatemaltecos, homens jovens começaram a pular a grade e a pressionaram para derrubá-la. Na sequência, outros homens, mulheres e crianças avançaram os 137 metros até o lado mexicano.

Às 13h (16h em Brasília) o grupo era contido pela Polícia Federal mexicana, mas não se sabe até o momento como será permitida a entrada dos imigrantes, com o fracasso da estratégia das autoridades de migração do país.

Devido às condições da fronteira, a chance de sucesso do plano era remota. A Guatemala não tinha estrutura para manter os imigrantes em Tecún Umán por pelo menos 20 dias, prazo mínimo para que todos passassem.

Por outro lado, há diversos pontos de passagem clandestinos pelo rio Suchiate que, embora tenha forte correnteza, é raso o suficiente para permitir a travessia a nado ou, em alguns pontos e dependendo do clima, a pé.

Quando a Folha de S.Paulo esteve na região em setembro de 2017, o fluxo de cargas e pessoas cruzando a fronteira em uma passagem ilegal a menos de 1 km da ponte era intenso, enquanto o posto oficial estava quase vazio.

Enquanto a caravana de imigrantes chegava ao México, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, se reunia na Cidade do México com o chanceler Luis Videgaray, que prometeu impedir a chegada da caravana aos EUA. Com informações da Folhapress.

Fonte: Noticias ao minuto

Jovem destacou que não fosse a ação dos militares teria morrido e irá mudar de vida de agora em diante

Um dos envolvidos no roubo de uma caminhonete na última segunda-feira (15),recebeu alta do Hospital de Ilha Solteira e foi encaminhado para a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas. O suspeito já possui outras passagens policiais por furto.

Em entrevista a Rádio Caçula, o autor de 19 anos, disse que vai mudar de vida de agora em diante. Ele afirma que crime foi planejado entre os três envolvidos e negou ter agredido idoso. O suspeito ainda afirmou que levaria a caminhonete para fora do país.

Questionado sobre a atitude dos policiais, ele elogiou e disse ser grato por ter sido retirado do veículo em chamas. E destacou que se não fosse a ação dos policiais, teria morrido carbonizado dentro da caminhonete.

O caso

Três homens foram presos após perseguição policial na BR-158 entre Selvíria e Três Lagoas. Os autores estavam em uma caminhonete, roubada na cidade de Aparecida do Taboado na noite de domingo (14).

O dono da caminhonete, um homem de 71 anos, estava na casa de um amigo. Os suspeitos chegaram ao local armados, um com arma de fogo e dois com facas. O trio pediu ao idoso a chave do veículo, ameaçando as vítimas, eles foram trancados separadamente no banheiro e no quarto do imóvel. Levando consigo os celulares destes.

Os autores fugiram sentido Três Lagoas a bordo da caminhonete, no caminho teve início a perseguição policial. O veículo capotou e pegou fogo, os três envolvidos foram retirados do carro ainda com vida pelos policiais e encaminhados para o Hospital de Ilha Solteira.

Fonte: Topmidianews

Mandado determina apreender "Fake News" produzido contra PSDB

A Justiça Eleitoral de Mato Grosso do Sul, determinou nesta sexta-feira (19), um mandado de contestação, busca e apreensão de materiais impressos e computadores produzindo Fake News, em um imóvel sob a coordenação de Júlio Cabral, diretamente envolvido na campanha ao governo estadual, juiz Odilon de Oliveira (PDT).

A suspeita é de que pessoas ligadas à coordenação da campanha do juiz federal aposentado, está sendo elaborado material digital e impresso falso, as conhecidas Fake News, tão faladas nas campanhas deste ano.

Os materiais deturpam a imagem do governador e candidato à reeleição, Reinaldo Azambuja (PSDB), de acordo com a coligação “Avançar com Responsabilidade” do PSDB e mais 11 partidos, que ingressou com pedido de providências, alegando as Fake News.

Segundo o pedido, após a elaboração dos materiais, é repassado a terceiros para iniciarem o compartilhamento e depois delegam, para ocultação de provas. A criança das Fake News está sendo feita na rua 14 de Julho.

A coligação pediu ainda a expedição do mandado de busca e apreensão e a perícia em computadores apreendidos no local.

Diante dos fatos, o juiz eleitoral Paulo Afonso de Oliveira, decidiu que com a ausência de prova dos fatos a expedição de mandado de busca e apreensão de materiais ligados no escritório informado pela coligação.

Julio Cabral é o consultor da campanha de Odilon. A reportagem do Correio do Estado tentou entrar em contato com ele por telefone, mas o celular está desligado.

De acordo com a Polícia Federa, ainda não há, pelo menos não hoje, deflagração de qualquer operação relativa ao combate de Fake News. Porém, para cumprir a decisão do juiz, agentes da PF apenas acompanharam Oficial de Justiça na execução de buscas em endereço no Centro de Campo Grande. Todos os itens apreendidos já estão custodiados no Cartório Eleitoral. Ainda segundo a nota, a participação da PF no cumprimento do presente mandado foi apenas de garantir a segurança dos Oficiais de Justiça.

Fonte: Correio do Estado

A proposta de isentar de Imposto de Renda quem ganha até cinco salários mínimos (R$ 5 mil) — defendida pelos dois candidatos à Presidência — deixaria 16 milhões de contribuintes livres da cobrança e traria alívio até para quem ganha mais. No plano de Jair Bolsonaro (PSL), que prevê alíquota única, quem recebe R$ 20 mil, pagaria R$ 3 mil por mês, R$ 1.630 a menos que o cobrado hoje (queda de 35%). Já no desenho de Fernando Haddad (PT), que quer tabela progressiva como a atual, em que quem ganha mais paga mais, a economia para a mesma faixa salarial seria de R$ 605,34 (menos 13,1%).

Para especialistas, no entanto, faltam dados para mostrar como financiar as mudanças diante da fragilidade das contas públicas. Segundo o Projeto de Lei Orçamentária, a meta para 2019 é de deficit fiscal de R$ 139 bilhões.

As simulações foram feitas a pedido da reportagem pelo tributarista Paulo Henrique Pêgas, professor do Ibmec-RJ, com base nas ideias apresentadas até agora pelas duas campanhas. Bolsonaro defende alíquota de até 20% sobre a renda acima do limite de isenção. No programa petista, uma das possibilidades é adotar uma tabela com três faixas: 22,5% para quem recebe de R$ 5 mil a R$ 7 mil; 27,5% para quem ganha de R$ 7 mil a R$ 40 mil; e 35% sobre renda acima de 40 salários mínimos. Os valores foram arredondados levando em consideração o salário mínimo previsto para 2019 (R$ 1.006).

As mudanças no IR são acompanhadas por uma alteração na estrutura dos tributos que incidem sobre bens e serviços no país. A adoção de um imposto sobre valor agregado (IVA) está nos planos dos dois candidatos. E, no caso de Bolsonaro, há a hipótese de se fazer essa simplificação por meio de um imposto sobre movimentação financeira.

Críticas aos dois

“Isentar valores até R$ 5 mil, no momento atual brasileiro, é irresponsabilidade fiscal. O problema é que você diminui muito o IR para rendas mais elevadas e isso destrói a arrecadação. As duas propostas são eleitoreiras, sem qualquer fundamento técnico”, diz Paulo Henrique Pêgas, do Ibmec-RJ.

Isenção maior

Já o advogado Luiz Gustavo Bichara, especialista em tributação, afirma que faz sentido aumentar a faixa de isenção. “Isso tem que ser feito. Se fosse atualizar só pela inflação, daria uma faixa de mais de R$ 8 mil” afirma.

Faixas amplas

O professor da FGV Direito Rio Linneu de Albuquerque Mello afirma que, seja qual for o modelo adotado, o importante é manter a progressividade — princípio previsto na Constituição. “Temos cinco faixas de zero a R$ 4 mil e depois de R$ 4 mil ao céu. Tem que espaçar mais”.

Mudança custaria R$ 60 bilhões aos cofres

Hoje, não paga o IR quem recebe até R$ 1.903,98. Paulo Henrique Pêgas, do Ibmec-RJ, estima que só o aumento do limite de isenção causaria perda de R$ 2,7 bilhões em arrecadação.

A mudança beneficiaria mais gente, no entanto, por causa da tabela progressiva do IR. Quem ganha R$ 10 mil, por exemplo, não paga imposto sobre a parcela de sua renda que fica dentro do atual limite de isenção — ou seja, sobre R$ 1.903,98. Mas este limite seria ampliado e, com isso, a arrecadação com o IR pelo governo seria bem menor. A atual equipe econômica estima que a mudança custaria R$ 60 bilhões aos cofres públicos.

A ideia do time de Bolsonaro é compensar isso com medidas de ajuste fiscal, explica o economista Marcos Cintra, responsável por assessorar Guedes na área tributária. O programa prevê, por exemplo, a tributação de dividendos (hoje isentos), privatizações e mudanças nas regras de outros impostos. Ele não estima qual seria o impacto da mudança no IR.

— Toda e qualquer simulação em torno de variáveis tributárias têm que ser sempre de acordo com o ajuste fiscal — afirma Cintra.

Impacto menor

Já no modelo de Haddad, a compensação viria do aumento da cobrança sobre os mais ricos. Segundo Guilherme Mello, economista da Unicamp que integra a equipe do petista, o impacto da mudança de regras, com ampliação do limite de isenção, é de R$ 30 bilhões a R$ 40 bilhões — em uma das 11 simulações com as quais o grupo trabalha. A tributação sobre salários mais altos e sobre lucros e dividendos ajudaria a fechar a conta, com arrecadação de até R$ 80 bilhões.

— Queremos garantir que a proposta é viável do ponto de vista fiscal — destaca Guilherme Mello.

Fonte: Extra.globo

A esposa do homem, que é mãe da criança, disse que o tiro foi acidental

Gerson Reinaldo da Silva, 44 anos, é suspeito de matar o próprio filho, um menino de 10 anos identificado como Vicente de Oliveira da Silva. A esposa do homem e mãe da criança alega que o tiro foi acidental.

O caso aconteceu na tarde desta quinta-feira (18), no assentamento São Pedro, em Sidrolândia, município distante aproximadamente 70 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o Sidrolândia News, o tiro foi de uma espingarda calibre 36 e atingiu o ouvido da criança, provocando a sua morte.

Quando os policiais chegaram ao local, a mãe de Vicente informou que seu esposo atingiu o filho acidentalmente.

Conforme o boletim de ocorrência, Gerson estava com a espingarda para mostrar para um amigo, quando acidentalmente, a arma disparou e atingiu menino. Com a gravidade do ferimento, Vicente não resistiu e morreu.

Por estar com um mandado de prisão em aberto, Gerson Reinaldo da Silva não permaneceu no local. A perícia foi acionada e esteve no local juntamente com o Delegado de Sidrolândia.

A espingarda foi apreendida e o corpo da criança transportado para o IML (Instituto Médico Legal) da cidade onde o caso aconteceu.

Fonte: Topmidianews

Pagina 1 de 1054

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top