Redação

A polícia prendeu um maior e aprendeu um menor suspeitos pelo assalto seguido de sequestro relâmpago contra uma secretária, de 41 anos, de uma clínica médica na tarde desta terça-feira (19) em Três Lagoas, cidade a 325 quilômetros de Campo Grande.

Após o roubo, a funcionária foi feita refém e os bandidos fugiram com uma caminhonete S-10. Os dois foram capturados por policiais civis do SIG (Setor de Investigações Gerais). A mulher foi rendida no momento em que saía do trabalho.

Ela estava com dinheiro da empresa e iria até ao banco onde faria um depósito. Por volta das 14h25, a profissional saiu da unidade para fazer serviços bancários, quando se aproximou do veículo do patrão, uma caminhonete S10, foi surpreendida pois dois indivíduos armados que anunciaram o roubo e obrigaram a mulher a entrar na camionete.

Sob a mira de um revólver, a funcionária foi com os autores que seguiram pela Avenida Ranulpho Marques Leal. Já na Rua Bruno Garcia, os bandidos mandaram a vítima descer do carro e a ameaçaram de morte caso acionasse a polícia.

Além do carro foram levados documentos pessoais, celulares, dinheiro, lâminas de cheque e a bolsa da funcionária. Testemunhas contaram à polícia que um motociclista em uma Honda Twister cor preta deu auxílio a ação.

Durante o registro da ocorrência, equipe da Polícia Militar encontrou o veículo no Bairro Quinta da Lagoa.

Fonte: Midiamax

Autoridades investigam causa do incidente

A estação Southgate do metrô de Londres, na Inglaterra, teve uma explosão por volta das 19h desta terça-feira (19) no horário local (15h em Brasília). De acordo com a agência Reuters, o incidente deixou um "pequeno número" de feridos leves, que já estão em atendimento.

Em comunicado à imprensa, a Polícia Metropolitana informou que ambulâncias e viaturas do Corpo de Bombeiros prestaram atendimento na área onde aconteceu a explosão, que foi isolada pelas autoridades.

[Notícia em atualização]

São Petersburgo - Não era empolgação de estreia. A Rússia se impôs novamente com a ajuda de sua torcida e venceu o Egito pela segunda rodada do grupo A da Copa do Mundo. Com os 3 a 1, são oito gols em dois jogos. Ao chegar aos seis pontos, a equipe se mantém na liderança e decide o primeiro lugar contra o Uruguai na próxima segunda-feira, dia 25, pela terceira rodada. Campanha até aqui suficiente para dar liga de vez na relação da torcida com o futebol, que no começo da competição era considerada mais fria. A julgar pelo que se viu na Arena Zenit, a Rússia e os russos entraram de vez no clima da Copa.

Para o Egito, a segunda derrota, desta vez com Salah em campo por noventa minutos, significa praticamente um adeus ao Mundial. Mesmo com o gol para os Faraós, o craque não fez a diferença. Os gols da Rússia foram de Fahti, contra, do camisa 6 Cheryshev, que soma três na competição, e do atacante Dzyuba, agora com dois, e personagem deste time do técnico Stanislav Cerchesov. Em baixa, trocou de time para jogar a Copa, voltou a ser titular, forçou o gol contra e marcou o último, no estilo "Brocador". Deixou o campo aplaudido de pé por 64 mil torcedores.


Até Salah saiu ofuscado do estádio Krestovsky. Depois de se recuperar de uma lesão no ombro esquerdo, o camisa 10 do Egito foi relacionado como titular pela primeira vez para a segunda rodada, mas não conseguiu fazer a diferença. Com imposição física impressionante, e mais uma ótima atuaçãao de Golovin, a Rússia jogou pressionando o adversário e aplicou um convincente 3 a 1, com os gols no segundo tempo. Antes, já vinha dominando as ações do jogo e marcando bem o astro do Liverpool, que não tinha com quem jogar. O gol de honra de Salah saiu com a ajuda do árbitro de vídeo. Depois de receber falta perto da área, o juiz Enrique Cáceres consultou e mudou de ideia.

Mas a festa já era toda russa. Explorando bem a fraqueza da defesa do Egito, o time da casa teve as melhores chances e venceu sem dificuldades, mesmo com todos os gols no segundo tempo. O primeiro, contra, de Fahti, veio depois de pressão e finalização perigosa, tônica de toda a partida. O segundo, de Cherysev, coroou um time que conseguiu desenvolver boas triangulações até o arremate final preciso. A vitória sacramentada por Dzyuba só reforçou a vocação ofensiva. Mesmo sem enfrentar ainda grandes adversários, a Rússia vai literalmente fazendo o seu dever de casa.

Fonte: Extra

São Petersburgo - Não era empolgação de estreia. A Rússia se impôs novamente com a ajuda de sua torcida e venceu o Egito pela segunda rodada do grupo A da Copa do Mundo. Com os 3 a 1, são oito gols em dois jogos. Ao chegar aos seis pontos, a equipe se mantém na liderança e decide o primeiro lugar contra o Uruguai na próxima segunda-feira, dia 25, pela terceira rodada. Campanha até aqui suficiente para dar liga de vez na relação da torcida com o futebol, que no começo da competição era considerada mais fria. A julgar pelo que se viu na Arena Zenit, a Rússia e os russos entraram de vez no clima da Copa.

Para o Egito, a segunda derrota, desta vez com Salah em campo por noventa minutos, significa praticamente um adeus ao Mundial. Mesmo com o gol para os Faraós, o craque não fez a diferença. Os gols da Rússia foram de Fahti, contra, do camisa 6 Cheryshev, que soma três na competição, e do atacante Dzyuba, agora com dois, e personagem deste time do técnico Stanislav Cerchesov. Em baixa, trocou de time para jogar a Copa, voltou a ser titular, forçou o gol contra e marcou o último, no estilo "Brocador". Deixou o campo aplaudido de pé por 64 mil torcedores.


Até Salah saiu ofuscado do estádio Krestovsky. Depois de se recuperar de uma lesão no ombro esquerdo, o camisa 10 do Egito foi relacionado como titular pela primeira vez para a segunda rodada, mas não conseguiu fazer a diferença. Com imposição física impressionante, e mais uma ótima atuaçãao de Golovin, a Rússia jogou pressionando o adversário e aplicou um convincente 3 a 1, com os gols no segundo tempo. Antes, já vinha dominando as ações do jogo e marcando bem o astro do Liverpool, que não tinha com quem jogar. O gol de honra de Salah saiu com a ajuda do árbitro de vídeo. Depois de receber falta perto da área, o juiz Enrique Cáceres consultou e mudou de ideia.

Mas a festa já era toda russa. Explorando bem a fraqueza da defesa do Egito, o time da casa teve as melhores chances e venceu sem dificuldades, mesmo com todos os gols no segundo tempo. O primeiro, contra, de Fahti, veio depois de pressão e finalização perigosa, tônica de toda a partida. O segundo, de Cherysev, coroou um time que conseguiu desenvolver boas triangulações até o arremate final preciso. A vitória sacramentada por Dzyuba só reforçou a vocação ofensiva. Mesmo sem enfrentar ainda grandes adversários, a Rússia vai literalmente fazendo o seu dever de casa.

Fonte: Extra

A Prefeitura de Novo Horizonte do Sul informa aos contribuintes, que será cobrada a partir do mês de julho de 2018 a taxa de lixo conforme estabelece a Lei Complementar 73/2017.

Os valores serão cobrados em cima dos critérios conforme a área construída, categoria de consumo e frequência de coleta.

A taxa será inserida através da conta de água ou boleto.

Para maiores informações procure o Departamento de Tributos que fica na Rua João Fernandes Brambila nº 790, das 07:00 às 11:00 e das 13:00 ás 17:00 horas.

Por quê eu devo pagar a taxa de lixo?

A cobrança da taxa de lixo é uma obrigação legal da Prefeitura, prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos e instituída pela Lei 073/2017. A taxa foi implantada para cumprir a legislação e o descumprimento acarretaria em renúncia fiscal.

Por que o município cobra Taxa de Coleta de Lixo?

Trata-se de um serviço essencial para a população e exige uma gestão complexa. Além da coleta, é preciso tratar e armazenar esses resíduos de maneira adequada, sob pena de danos ao meio ambiente. A taxa não é uma exclusividade daqui, ela é cobrada em todas as cidades.

Como é feito o calculo da taxa?

O calculo é realizado de acordo com o Art. 4º da Lei 073/2017 usando critérios de rateio da taxa:

I – Área construída;

II – Categoria de consumo;

III – Frequência de coleta.

Por que não existe aterro em Novo Horizonte do Sul e o lixo coletado é levado para outro lugar?

Pela inviabilidade econômica financeira do município para manter a manutenção e operação, pois o custo de um aterro sanitário é muito alto e necessita de trabalhos e cuidados específicos, por isso o município optou por comprar os serviços de um aterro sanitário regularizado.

Os valores serão cobrados conforme tabela de referência

Pagina 1 de 828

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top