Redação

A Loja meio preço comunia a todos os clientes e amigos que acabaram de chegar lindas  mercadoria e o preço você ja sabe, meio preço de verdade, lembrando você que na sua compra a vista você tera um super descontão;

 

Vasco, Flamengo, Fluminense, São Paulo e Grêmio vão a campo hoje

A “super quarta” do futebol terá hoje (21) jogos de campeonatos estaduais, nacional e internacional. Pela Libertadores da América, o Vasco vai a campo contra o Jorge Wilstermann, da Bolívia, em busca da vaga na fase de grupos da competição continental. O time carioca venceu o jogo de ida, em casa, por 4 a 0, e leva enorme vantagem para o jogo da volta, em Cochabamba. A partida está marcada para às 20h45.

O vencedor deste duelo integrará o grupo 5 da competição, ao lado de Cruzeiro, Racing (Argentina) e Universidad de Chile. Os outros brasileiros já garantidos na disputa são Grêmio, Flamengo, Corinthians, Santos e Palmeiras.

O atual campeão da Libertadores, o Grêmio, disputa o título da Recopa Sul-Americana contra os argentinos do Independiente. O primeiro terminou em 1 a 1. O segundo duelo acontece em Porto Alegre, às 20h45.

A Copa do Brasil tem dez jogos nesta quarta-feira pela segunda fase. Entre eles estão Atlético-PR x Tubarão (SC), às 18h30; Remo x Internacional, às 18h30; Goiás x Boa (MG), às 19h30; Ponte Preta x Inter de Limeira (SP), às 20h45, e Botafogo (PB) x Atlético Mineiro, às 20h45.

A Taça Rio – segundo turno do Campeonato Carioca – começa na tarde desta quarta-feira com Bangu x Fluminense, às 15h30, no estádio de Moça Bonita. O Flamengo enfrenta o Madureira, às 18h30, no Engenhão, no Rio de Janeiro.

Pela 7ª rodada do Campeonato Paulista, o São Paulo enfrenta o Ituano, às 20h45, no estádio Novelli Júnior, em Itu. A partida vale a liderança isolada do grupo B para o Tricolor Paulista, que tem os mesmos 10 pontos da Ponte Preta. O Ituano aparece em terceiro lugar no grupo A, com 8 pontos.

Fonte: Campo Grande News

 

Vira-lata 'Capitán', de 16 anos, não saiu de perto do túmulo de Miguel Guzmán, em Villa Carlos Paz. Animal caminhava com dificuldade e não enxergava bem.

Capitán, o cachorro que durante mais de uma década velou o túmulo do seu dono na cidade argentina de Villa Carlos Paz, na província de Córdoba, morreu no mesmo cemitério no qual repousam os restos de seu antigo companheiro, informou nesta terça-feira (20) a imprensa local.

"Nunca vi uma coisa tão fiel", disse Marta Clot, florista do cemitério, ao lembrar entre lágrimas de Capitán, um vira-lata que, com cerca de 16 anos, apareceu morto no banheiro do cemitério após um período no qual já caminhava com dificuldades e tinha perdido parte da visão.

O cão foi o presente-surpresa que Miguel Guzmán deu ao seu filho Damián em 2005.

No entanto, em março do ano seguinte, Miguel morreu e o animal desapareceu da casa da família, embora tenha retornado pouco tempo depois e ficado na rua, perto do imóvel durante alguns dias, segundo relatou em 2012 o diretor do cemitério, Héctor Baccega.

Depois, desapareceu de forma definitiva e a família pensou que tinha morrido ou sido adotado por outra pessoa, até que um dia o encontraram no cemitério, sobre o túmulo de Miguel.

Segundo contavam os frequentadores do lugar, Capitán perambulava pelo cemitério e, ao entardecer, buscava o túmulo do seu dono para dormir. "Costumava dormir no túmulo, mas no final quase não subia pelo problema que tinha no quadril, estava muito frágil", contou Clot. "Só faltava falar, era um doce total", acrescentou a mulher, que se encarregou de alimentar e dar a medicação ao cachorro até o fim dos seus dias.

A ideia, agora, é que como Capitán passou sua vida no cemitério, seja também ali onde descansem os seus restos, embora para isso seja necessária uma autorização das autoridades locais.

Fonte: G1

 

Após tragédia em escola da Flórida, estudantes fazem viagem de 7 horas à capital do estado para pressionar o governo

Os sobreviventes do tiroteio em uma escola da Flórida, nos Estados Unidos, onde morreram 17 pessoas, marcham rumo à capital do estado, Tallahassee, para exigir um controle de armas mais rigoroso no país. Este é o primeiro protesto do movimento antiarmas organizado pelos jovens após o massacre.

Cerca de 100 estudantes marcham em uma viagem de 7 horas, na qual pretendem se reunir com parlamentares e pedir que armas de assalto sejam proibidas. A pressão para alterações na legislação de armas nos Estados Unidos ganhou fôlego depois que Nikolas Cruz, de 19 anos, abriu fogo contra estudantes da Marjory Stoneman Douglas High School com um rifle semiautomático, no que ficou conhecido como o segundo pior massacre do país.

O porte de armas no país é assegurado pela Segunda Emenda, que garante ao cidadão maior de 21 anos comprar uma arma de mão. Porém, a compra de rifles e espingardas é permitida para maiores de 18 anos. Os estados também têm liberdade para redigir suas próprias legislações sobre o porte de armas.

Após o tiroteio surgiu o movimento #NeverAgain (Nunca mais), no qua estudantes sobreviventes buscam pressionar congressistas a debater o controle de armas, sendo a idade mínima para obtenção uma das pautas do movimento. O grupo também se levanta contra o peso da National Rifle Association (NRA) na política nacional, o mais poderoso lobby de armas no país que defende a livre venda de armas pessoais.

O movimento já conseguiu apoio e doações de famosos como George e Amal Clooney, Steven Spilberg e Oprah Winfrey. Desde domingo, o movimento tem se organizado para realizar uma grande marcha a Washington no dia 24 de março, chamada de “Marcha por nossas vidas”.

“Estamos viajando para a nossa capital do estado para garantir que nenhuma dessas pessoas com as quais crescemos – que conhecemos toda a nossa vida – tenham morrido em vão”, disse a estudante Julia Salomone, de 18 anos, à BBC.

Mudança de tom
Desde segunda-feira, o presidente Donald Trump tem mudado o tom com relação à posse de armas. Na segunda-feira ele declarou apoio a um esforço bipartidário para melhorar o sistema nacional de verificação de antecedentes para a compra de armas. E na terça-feira ele pediu ao Departamento de Justiça para proibir a venda de um dispositivo para armas que aumenta a quantidade de disparos por minuto.

O dispositivo, conhecido como “bump stocks”, permite transformar fuzis semiautomáticos em automáticos e pode ser comprado nos Estados Unidos por 100 dólares (cerca de 324 reais). O equipamento não foi utilizado no tiroteio da Flórida, mas esteve presente no massacre de Las Vegas, em outubro de 2017, onde morreram 59 pessoas.

Na terça-feira, legisladores da Flórida decidiram por 71 votos a 36 ir contra a proibição de armas semiautomáticas, causando revolta. Mas o senador estadual Bill Galvan, cotado como o próximo presidente da Casa local, sinalizou uma possibilidade de mudança pedindo um projeto de lei que eleve de 18 para 21 a idade legal para a compra de rifles de assalto, assim como se exige para armas de mão. A atual sessão parlamentar termina em 9 de março, o que deixa tempo suficiente para uma votação

Trump deve realizar uma “sessão de consulta” com alunos e professores do ensino secundário na Casa Branca nesta quarta-feira.

A posição dos políticos tem causado insatisfação nos americanos. Segundo uma pesquisa publicada nesta terça pelo Washington Post e a ABC, mais de seis em cada 10 americanos consideram que a Casa Branca e o Congresso não fazem o necessário para prevenir os cada vez mais comuns ataques a tiros maciços.

Fonte: Veja

 

Segundo o Governo do Estado, equipe de Dourados da Secretaria de Fazenda detectou fraude em documentação fiscal e recuperou R$ 110 mil

Equipe da Subunidade de Fiscalização Móvel de Dourados da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) recuperou R$ 110 mil ao fisco sul-mato-grossense. Os valores são referentes a autuação de um transportador, flagrado com documentação fiscal fraudada, que tentava passar com dez carretas carregadas de soja. A ação foi realizada nessa terça-feira (20).

De acordo com informações da Coordenadoria de Fiscalização de Mercadoria em Trânsito (Cofimt), a fiscalização ocorreu no município de Eldorado, mas as cargas teriam como destino outro Estado, ou seja, iriam realizar operação de saída interestadual, mas sem o devido pagamento do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Fiscalização Móvel de equipe da Sefaz de Dourados fez o flagrante (Foto: Divulgação)

Ao detectar a fraude, os servidores estaduais determinaram a apreensão de 341.900 quilos de soja a granel. Com apoio da Polícia Militar de Eldorado, os veículos acabaram conduzidos até o Posto Fiscal Ilha Grande, no município de Mundo Novo. A operação contou ainda com o apoio da equipe do Posto Fiscal.
Conforme a Cocimt, a ação resultou na recuperação de ICMS. Após o recolhimento do imposto e multa as cargas foram liberadas, resultando no ressarcimento de arrecadação no valor aproximado de R$ 110 mil reais.

Fonte: 94fmdourados

 

Pagina 1 de 576

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top