Redação

A medida foi defendida por Fábio Ramalho (MDB-MG)

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Fábio Ramalho (MDB-MG), defendeu nesta quarta-feira (12), em discurso no plenário, o reajuste do contracheque dos 594 congressistas -dos atuais R$ 33,7 mil para R$ 39,3 mil, mesmo valor aprovado recentemente para os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

 

Ramalho é o segundo integrante da Mesa da Câmara a defender a medida. Na semana passada, o primeiro-secretário, Fernando Giacobo (PR-PR), disse que a Casa iria estudar a viabilidade jurídica da medida, também se colocando a favor dela.

"Já que tem lei pra todo mundo, vamos fazer pros deputados também", disse Ramalho, que é candidato à presidência da Câmara nas eleições de 1º de fevereiro.

A Mesa é o órgão máximo administrativo da Casa, formado por Ramalho, Giacobo, o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), além de outros quatro deputados.

Maia, que presidia a sessão durante a fala de Ramalho, não se manifestou. Na semana passada, afirmou apenas que era mentira a possibilidade de estudo jurídico citada por Giacobo.

Desde que o Congresso aprovou o reajuste de 16,38% no salário dos ministros do STF, que é o teto do funcionalismo público, há pressão no Legislativo para que a medida seja estendida aos contracheques dos parlamentares.

O salário dos ministros do STF subiu de R$ 33,7 mil -a atual remuneração dos congressistas- para R$ 39,3 mil.

Diferentemente do Judiciário, no caso do Legislativo não há efeito cascata imediato nos escalões inferiores, mas tradicionalmente deputados estaduais e vereadores, que têm o subsídio limitado a um percentual dos congressistas, aprovam reajuste em cadeia após a decisão de Brasília.

Para que o salário dos congressistas seja reajustado, basta a aprovação de um decreto legislativo pela Câmara e Senado -por maioria simples-, sem necessidade de sanção do presidente da República.

Ramalho também reclamou da falta de previsão orçamentária para pagamento da última parcela de um antigo reajuste concedido a parte do funcionalismo da Câmara, que passará a ganhar pouco mais de 4% a mais a partir de janeiro.

Com isso, disse ele, será preciso reduzir o salário de outros assessores não abrangidos pelo reajuste. Com informações da Folhapress.

Fonte: Noticias ao minuto

Presidente disse que assessor de Trump lidera iniciativa

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou nesta quarta-feira (12) que os Estados Unidos estão preparando um plano "terrorista" para derrubá-lo e assassiná-lo, com a ajuda dos governos de Brasil e Colômbia. A declaração foi dada durante coletiva de imprensa no palácio presidencial em Caracas e, segundo o chefe de Estado venezuelano, o suposto plano tem como objetivo estabelecer uma ditadura no país sul-americano.

Além disso, ele afirmou que a ideia é dirigida pelo conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton. "Hoje eu vou denunciar mais uma vez o complô que a Casa Branca se prepara para violentar a democracia venezuelana, para me assassinar e para impor um governo ditatorial na Venezuela", disse.

Bolton "está desesperado, designando missões para provocações militares na fronteira", ressaltou Maduro, fazendo referência ao encontro do assessor norte-americano com o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, no último dia 29 de novembro. "As forças militares do Brasil querem paz. Ninguém no Brasil quer que o futuro governo se meta em uma aventura militar contra o povo venezuelano", acrescentou.

Durante a coletiva a jornalistas estrangeiros, o presidente da Venezuela reforçou que neste plano está incluso um treinamento de tropas regulares nos EUA e totalmente irregulares no território colombiano. "Manter contato com setores da direita golpista venezuelana transformou a Colômbia em um centro de conspirações, desses planos enlouquecidos cheios de ódio que vamos derrotar", expressou o mandatário. Maduro ainda ressaltou que há "734 mercenários colombianos e venezuelanos que treinam no município Tona del Norte de Santander para simular ataques na fronteira".

Por fim, o chefe de Estado explicou que sua denúncia é baseada em "fontes internacionais cruzadas" e que Bolton quer encher seu país de violência, buscar um golpe de Estado e impor o que eles chamam de um conselho de governo transitório". (ANSA)

Fonte: Noticias ao minuto

Ele já sido alvo de operação da PF, na qual foi preso Breno Solon Borges

Tiago Vinícius Vieira, chefe de quadrilha de traficantes de armas ligada à organização criminosa que atua dentro e fora dos presídios e que estava forarigo desde maio, quando fugiu da Penitenciária Máxima de Campo Grande com ajuda de um policial militar, foi preso no fim da tarde de ontem (11), no Rio de Janeiro.

O megatraficante é velho conhecido da polícia de Mato Grosso do Sul. No ano passado, ele já planejava fugir, mas operação Cerberus, da Polícia Federal impediu um plano. A ação envolveu Breno Fernando Solon Borges, de 37 anos, filho da desembargadora afastada Tânia Garcia de Freitas Borges. Conforme a polícia descobriu na época, a quadrilha planejava resgatar Tiago durante escolta para consulta médica.

Ontem, o megatraficante foi preso em cumprimento de mandado de prisão, na cidade do Rio de Janeiro. Recentemente, ele foi condenado a mais 14 anos de prisão por organização criminosa e lavagem de dinheiro, na ação resultante da operação da Polícia Federal. Nesta mesma ação, Breno Solon Borges foi condenado a mais de 9 anos de prisão.

Conforme informações da PF, a princípio, Tiago estaria no Rio de Janeiro usando documentos falsos. Ele recebia apoio de integrantes de sua organização criminosa, tanto para escondê-lo como no auxílio para negociações envolvendo venda de armas e munições na cidade.

Durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão, policiais encontraram e apreenderam várias “balinhas” de ecstasy, correntes e relógios de ouro, celulares importados e veículos em nome de terceiros. Os produtos seriam fruto das atividades ilícitas praticadas pela quadrilha.

Tiago foi encaminhado para a Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro, onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. De lá, ele foi levado para a o Presídio de Benfica, onde é feita a triagem de presos para o Sistema Penitenciário Carioca.

FICHA EXTENSA

No ano passado,Tiago Vinícius Vieira ele já planejava, mas o plano foi descoberto e impedido. Segundo informou a PF na época, a ação seria violenta, portanto, haveria morte de agentes penitenciários. Ainda segundo investigações, Breno Borges era o mentor dessa associação e responsável pela tomada das principais decisões.

Na casa da namorada de Tiago, foram encontradas uma pistola, munições e R$ 8 mil. Dinheiro que, segundo a Polícia Federal, seria usado durante o resgate do preso. As investigações começaram em março, quando o líder da organização criminosa planejou tentativa de fuga da Penitenciária de Três Lagoas, com uso de uma pistola calibre .380.

Após esta primeira tentativa, o presidiário foi transferido para a Penitenciária de Segurança Máxima da Capital. Ele, então, passou a contar com o apoio de sua namorada e outros três comparsas para contrabandear armas de fogo, além de planejar nova tentativa de fuga e possível assassinato de agentes penitenciários.

Antes disso, em 2010, Tiago foi preso depois de participar de um assalto ao shopping Norte Sul Plaza, em que foram roubados R$ 3,8 mil em dinheiro, além de diversas peças de joias. O roubo ocorreu no mês de maio e movimentou a polícia local. Mas, foi um plano frustrado, pois alguns dos envolvidos acabaram presos horas após o crime.

Na época, a polícia classificou o grupo, do qual Tiago era membro, como uma quadrilha especializada em grandes assaltos, pois a ação havia sido planejada com um mês de antecedência e buscava vários alvos na Capital.

No dia 19 de maio deste ano, ele fugiu da Penitenciária de Segurança Máxima da Capital. Acompanhado de outros quatro detentos, eles serraram as grades da cela e pularam a muralha do presídio com auxílio de uma escada improvisada, feita de tecidos. Todos os outros foram recapturados, menos Tiago. Um policial militar foi afastado sob suspeita de ajudar.

Fonte: Correio do Estado

Ele já havia sido preso por manter pornografia infantil, mas estava em liberdade

Homem de 62 anos foi preso preventivamente, nesta terça-feira (11), por estuprar uma menina de 9 anos, em Dourados. O suspeito já havia sido preso há alguns meses atrás por manter material pornográfico infantil no celular, mas conseguiu a liberdade.

De acordo com o site Dourados News, os abusos aconteciam há três anos. O caso foi registrado na Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) e, em depoimento, o homem disse que a criança é que procurava ele. “Ela fazia porque gostava”, afirmou.

O homem foi indiciado por estupro de vulnerável. Em julho deste ano uma denúncia de abuso contra o autor foi registrada e desde então os agentes vinham investigando ele.

Depois da conclusão do inquérito do caso, em que encontraram material pornográfico ilegal no celular, ontem, o autor foi detido pelos abusos e está na Penitenciária Estadual de Dourados (PED).

Fonte: Correio do Estado

O Santos se animou com o contrato perto do fim de Diego Ribas e o impasse sobre a permanência no Flamengo. O problema é o meia não ter se animado com o interesse do ex-clube.

Com contrato até julho de 2019, o Menino da Vila tem o desejo de atuar na MLS, nos Estados Unidos, no segundo semestre, caso não estenda seu vínculo com o Rubro-Negro.

Seus salários no Rio de Janeiro são de cerca de R$ 650 mil, mas mesmo assim o presidente José Carlos Peres cogitava a contratação. Uma das esperanças era a boa relação com o executivo de futebol Renato, companheiro na conquista dos títulos brasileiros de 2002 e 2004.

 

Em entrevista à Gazeta Esportiva, o pai de Diego, Djair Ribas, negou a possibilidade do Peixe. Diante desse “amor não correspondido”, o Alvinegro deve desistir do armador.

“Não vamos apagar nossa história. Isso é o que pensamos. A prioridade agora é terminar nosso contrato”, disse Djair.

O Santos segue à procura de um meia para 2019 para dividir a responsabilidade com Bryan Ruiz e deixar Carlos Sánchez em suas funções preferidas: segundo volante ou meia aberto pela direita.

Fonte: Gazeta Esportiva

Pagina 1 de 1150

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top