Promessa de emprego virou pesadelo de 57 dias para a jovem de 26 anos

Após conseguir um emprego de empregada doméstica, na cidade de Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, uma jovem de 26 anos foi obrigada pela patroa a se prostituir.

A jovem que conseguiu fugir depois de 57 dias mantida presa na residência da mulher procurou ajuda na casa de seu pai, que mora na cidade. Na delegacia, a vítima contou que trabalhou apenas por três dias com afazeres domésticos e depois foi obrigada a se prostituir.

Segundo a jovem, ela trabalhava na parte da manhã com os afazeres da casa e depois atendia aos clientes na residência que faziam o pagamento direto a dona da casa. Ainda de acordo com ela, os programas eram para pagar contas da patroa com a aquisição de celulares, roupas e eletrodomésticos para a casa.

A jovem teria ido para a residência para trabalhar no dia 20 de dezembro do ano passado conseguindo fugir apenas no dia 17 de fevereiro deste ano, quando procurou a delegacia da cidade para registrar um boletim de ocorrência.

Na residência, ela contou que não haviam outras meninas e não há informações se a autora foi encontrada pela polícia para prestar esclarecimentos.

Fonte: Midiamax

 

Causas das chamas ainda serão analisadas pela perícia da Polícia Civil

Mãe e filho foram encontrados carbonizados na manhã de hoje (19), em Naviraí. De acordo com a Polícia Civil, a causa da morte de Aldinéia Ferreira da Silva, 32 anos, e do filho Vitor Gabriel da Silva, 11 anos, ainda serão investigadas, mas há suspeita de suicídio.

Conforme o site Sul News, os vizinhos de Aldinéia, na Rua Vidal de Negreiros, viram o fogo saindo de um dos cômodos da casa e acionaram o Corpo de Bombeiros. Quando o socorro chegou, os dois já estavam carbonizados. Os documentos das vítimas também queimaram no incêndio.

Segundo a polícia, o namorado de Aldinéia é mudo e vai prestar esclarecimentos por meio de intérprete. Ela morava com os pais, mas no momento do ocorrido só estava ela e o filho em casa.

Ainda não há informações sobre a causa das chamas, se foram criminosas ou um acidente. Há possibilidade também de um acidente com gás de cozinha ter causado o incêndio que matou mãe e filho. A perícia da Polícia Civil foi até o local e vai analisar as possibilidades para confirmar chance de homicídio ou acidente.

Os corpos foram encaminhados pela funerária para o Instituto de Medicinal Legal (IML) da cidade.

Fonte: Correio do Estado

 

Estavam atrás de um cofre

Uma família moradora do Bairro Jardim Tarumã, em Campo Grande, foi surpreendida na noite deste domingo (18) por três bandidos armados e encapuzados, que estavam atrás de um cofre.

A moradora contou que foi surpreendida pelos ladrões por volta das 23 horas quando já estava deitada em sua cama. Ela disse que a porta da residência estava destrancada já que estava à espera do filho, que ainda não tinha retornado para casa.

Os ladrões perguntavam a todo o momento pelo cofre que havia na residência, além de armas e joias. A vítima e a filha foram amarradas com fido de ventilador e trancadas dentro de um quarto.

Os bandidos fugiram levando o carro da família, um Fiat Uno, e vários objetos. O caso foi registrado na Depac (Delagacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Piratininga.

Fonte: Midiamax

 

Salvar

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top